Ex-membros da realeza do Nepal testam Covid-19 positivo depois de participar do Kumbh Mela


Os ex-membros da realeza do Nepal, o rei Gyanendra Shah e a rainha Komal Shah, testaram positivo para Covid-19 dias após seu retorno da Índia após sua participação no Haridwar Mahakumbh Mela em Uttarakhand.

As amostras fornecidas pelo casal para os testes RT-PCR foram confirmadas como positivas, relatou o The Himalayan Times, citando o ministério da saúde do Nepal. As autoridades começaram a rastrear outras pessoas que estiveram em contato com o casal.

O ex-rei, 73, e a ex-rainha, 70, tomaram um banho sagrado em Har Ki Pauri em Haridwar durante o Mahakumbh. Centenas de pessoas se reuniram no aeroporto de Katmandu para dar as boas-vindas ao casal.

Gyanendra, que deixou o cargo em 2008 após uma revolta popular contra ele, viajou para Haridwar em 11 de abril e interagiu com Acharya Mahamandaleshwar Kailashananda Giri Maharaj do Niranjani Akhara e muitos outros sadhus. A ex-família real do Nepal é tida em alta conta pelos líderes religiosos em muitas partes do norte da Índia. Gyanendra também foi felicitado em um evento público.

O ex-rei foi criticado por não aderir aos protocolos da Covid-19, como distanciamento social e uso de máscara durante o evento. Ele também liderou a procissão do Niranjani Akhara em 12 de abril.

Milhares de pessoas que compareceram ao Kumbh Mela tiveram teste positivo para doença coronavírus.

Gyanendra foi coroado rei do Nepal em 2001, depois que seu irmão mais velho, Birendra Bir Bikram Shah Dev, e sua família foram mortos em um massacre no palácio real. No entanto, ele se tornou impopular quando assumiu o controle direto do país em 2005, alegando que os partidos políticos não conseguiram enfrentar a insurgência maoísta.

Depois que a monarquia centenária foi abolida, Gyanendra manteve-se em grande parte discreto.

Enquanto as infecções por Covid-19 aumentavam em todo o país, o governo indiano apelou na semana passada aos líderes religiosos para que observassem o restante do Kumbh Mela apenas de forma simbólica.

Na segunda-feira, a Índia registrou quase 274.000 novas infecções por coronavírus e o número total de casos confirmados foi de mais de 15 milhões.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.