O banco australiano Westpac concorda com multa de £ 720 milhões por lavagem de dinheiro


O segundo maior banco da Austrália concordou em pagar uma multa de 1,3 bilhão de dólares australianos (720 milhões de libras) por violações das leis de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, a maior pena civil do país, disse um órgão regulador do crime financeiro.

O regulador, Austrac, disse que concordou com a penalidade com o Westpac depois que o banco admitiu não ter relatado 19,5 milhões de transferências internacionais de dinheiro entre novembro de 2013 e setembro de 2018.

Se o Tribunal Federal decidir que a pena é apropriada, ela se tornará a maior pena civil da Austrália.

Ele eclipsará um acordo de 700 milhões de dólares australianos (£ 387 milhões) pago pelo Commonwealth Bank of Australia, o maior banco do país, em 2018 por falhas de relatórios semelhantes, mas menos extensas.

A presidente-executiva da Austrac, Nicole Rose, disse que o acordo enviou uma mensagem forte à indústria de que o regulador tomaria medidas para garantir que o sistema financeiro da Austrália permanecesse forte para que não pudesse ser explorado por criminosos.

“Nosso papel é fortalecer o sistema financeiro contra crimes graves e financiamento do terrorismo e essa penalidade reflete a natureza séria e sistêmica do não cumprimento do Westpac”, disse Rose.

O presidente-executivo do Westpac, Peter King, nomeado em abril depois que as acusações se tornaram públicas, disse que o banco está empenhado em garantir que os erros não se repitam.

“Gostaria de me desculpar sinceramente pelas falhas do banco”, disse ele.

O procurador-geral Christian Porter disse que o valor da multa proposta deve servir como um alerta para o setor bancário.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *