n-6 e n-3 Ácidos graxos poliinsaturados de cadeia longa na membrana eritrocitária de neonatos brasileiros pré-termo e a termo e suas mães no momento do parto

A transferência placentária dos ácidos graxos poliinsaturados de cadeia longa (LCPUFA), araquidônico (AA) e docosahexaenóico (DHA), é seletivamente alta para manter o acréscimo nos tecidos fetais, especialmente no cérebro. Os objetivos do presente estudo foram investigar o ácido graxo essencial (EFA) e o status de LCPUFA ao nascimento de bebês brasileiros pré-termo e a termo e suas mães, em uma população com ingestão caracteristicamente baixa de n-3 LCPUFA, e avaliar a associação entre estado fetal e materno, pela determinação da composição de ácidos graxos da membrana eritrocitária. Amostras de sangue do cordão umbilical de bebês prematuros (26-36 semanas de gestação; n = 30) e a termo (37-42 semanas de gestação; n = 30) e o sangue venoso materno correspondente foram coletados no parto. A composição de LCPUFA da membrana eritrocitária e o status de DHA foram semelhantes para mães de bebês prematuros e a termo. O AA neonatal foi maior (P <0,01) enquanto seu precursor 18: 2n-6 foi menor (P <0,01) do que os níveis maternos, como esperado. Não houve diferença na composição eritrocitária de LCPUFA entre bebês prematuros e nascidos a termo, exceto para DHA. Bebês a termo apresentaram pior status de DHA do que bebês prematuros (P <0,01) e do que suas mães (P <0,01) no momento do parto. Houve uma correlação negativa de DHA neonatal com AA materno e uma correlação positiva entre AA neonatal e AA materno e 18: 2n-6 apenas a termo. Estes resultados sugerem que o persistente estado materno de baixo DHA, juntamente com o AA comparativamente melhor e estado de 18: 2n-6, pode ter afetado a transferência materno-fetal de DHA quando a gestação foi concluída até o termo e possivelmente contribuiu para o pior estado de DHA de recém-nascidos a termo em comparação com os neonatos prematuros.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *