Luto após suicídio: um estudo de memoriais na Internet


Este estudo comparou os memoriais escritos em sites postados por sobreviventes de suicídio com aqueles escritos por pessoas que perderam um outro significativo de causas naturais, usando um programa de computador, o Linguistic Inquiry e o Word Count. Foram identificadas 13 diferenças significativas e, além disso, 13 diferenças que se aproximam da significância. Os memoriais escritos por sobreviventes de suicídio tinham frases mais longas e palavras mais longas. Eles tinham mais palavras relacionadas à morte, menos referências a si mesmos ou ao falecido (“você”) e mais palavras que refletiam raiva e tristeza. Os resultados sugerem que as mortes por suicídio tiveram um impacto mais profundo sobre os sobreviventes do que as mortes naturais e resultaram em maior sofrimento emocional.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.