Covid-19: Japão deve vacinar todos os cidadãos com menos de 65 anos, diz o ministro da saúde


O lançamento da vacinação Covid-19 para pessoas com menos de 65 anos no Japão será realizado em pessoas com doenças preexistentes e aqueles que trabalham em centros de saúde para ajudar a acelerar o processo, disse o ministro da saúde.

O ministério já havia instruído os municípios a começarem a enviar vales de vacinação a todos os elegíveis com menos de 65 anos a partir de meados de junho. Mas agora, mesmo aqueles sem condições médicas subjacentes poderão receber sua vacina ao receber o voucher no próximo mês.

“se esperarmos até que todos (com doenças subjacentes) tenham sido vacinados, não sabemos quando será concluído”, disse a ministra da saúde, trabalho e bem-estar, Norihisa Tamura, em um programa transmitido pela emissora pública NHK World.

Aqueles que se qualificam para receber vacinas prioritárias precisarão se reportar aos municípios de forma independente, já que o governo não tem dados disponíveis sobre exatamente quantas pessoas são elegíveis.

O Kyodo News informou que o programa de vacinação do Japão foi lançado em fevereiro para os profissionais de saúde da linha de frente e expandido para aqueles com 65 anos ou mais em abril. O governo planejou vacinar aqueles com doenças subjacentes, aqueles que trabalham para asilos e, finalmente, o público em geral após terminar a vacinação dos idosos em 31 de julho.

Mas o governo está tentando acelerar o lançamento da vacina no país, que ficou atrás de outros países, com apenas 6% de sua população recebendo pelo menos uma dose.

Com o sistema médico ainda sob tensão, o estado de emergência Covid-19 em Tóquio, Osaka e outras sete prefeituras foi prorrogado na sexta-feira por três semanas, até 20 de junho, pouco mais de um mês antes do início das Olimpíadas na capital.

Centros de vacinação Covid-19 em grande escala administrados por pessoal das Forças de Autodefesa começaram suas operações em grande escala a partir de hoje, uma semana após a inauguração.

Os centros, que atualmente visam aqueles com 65 anos ou mais, estão disponíveis para cerca de 9 milhões de pessoas na área metropolitana de Tóquio e cerca de 4,7 milhões de pessoas nas três prefeituras japonesas ocidentais de Osaka, Kyoto e Hyogo.

O estado de emergência da Covid-19 em Tóquio, Osaka e outras sete prefeituras foi prorrogado em 28 de maio por três semanas, até 20 de junho – pouco mais de um mês antes do início das Olimpíadas na capital.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.