Covid-19 desacelerará a indústria automobilística ‘por algum tempo’


A fabricante de carros BMW alertou que o setor seria retido pelo surto de coronavírus “por algum tempo ainda”, pois divulgou resultados do primeiro trimestre.

O lucro líquido caiu um pouco no primeiro trimestre do ano anterior, quando a empresa teve uma grande despesa única.

A empresa disse esperar que os lucros se deteriorem durante o primeiro semestre deste ano devido aos bloqueios por coronavírus.

A empresa disse que permaneceu financeiramente sólida com 19 bilhões de euros (16,5 bilhões de libras) em dinheiro no final do primeiro trimestre.

O lucro líquido caiu 2,4%, para 574 milhões de euros (497 milhões de libras) nos primeiros três meses do ano, ante 588 milhões de euros (509 milhões de libras) no primeiro trimestre de 2019, informou a empresa.

O valor do ano anterior foi reduzido em uma cobrança de 1,4 bilhão de euros (1,2 bilhão de libras), decorrente de um caso antitruste da União Europeia.

As vendas de carros caíram 21% no trimestre, pois primeiro a China e depois a Europa e os Estados Unidos viram as concessionárias fecharem durante o surto.

Os ganhos foram apoiados por um mix de produtos favorável no qual os veículos com margens de lucro mais altas dominaram.

Ele disse que as vendas neste ano estariam substancialmente abaixo do ano passado e que uma recuperação rápida “é improvável”, pois a situação só começaria a se estabilizar no terceiro trimestre.

A empresa disse esperar margens de lucro de 0% a 3% para o ano inteiro, reduzidas de uma perspectiva anterior de 2% a 4%.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.