Ajuda da Ucrânia retida em meio a pressão de Trump por investigação de democratas


A Casa Branca reconheceu que prestou ajuda militar à Ucrânia, enquanto o presidente Donald Trump pressionava o líder do país a investigar o Comitê Nacional Democrata na campanha presidencial dos EUA em 2016.

O chefe de gabinete interino dos EUA, Mick Mulvaney, disse que Trump não fez nada de errado em vincular a ajuda à investigação da Ucrânia. Ele disse que a investigação seria simplesmente parte da revisão em andamento do Departamento de Justiça dos EUA das eleições de 2016.

Os democratas da Câmara, que estão investigando se o presidente se envolveu em uma disputa política quando pediu ao novo presidente da Ucrânia que fizesse um "favor", imediatamente o chamou de admissão de culpa.

O representante Adam Schiff, presidente do Comitê de Inteligência que liderou a investigação de impeachment, disse a repórteres: "Acho que o reconhecimento do Sr. Mulvaney significa que as coisas passaram de muito, muito ruins para muito, muito piores".

É ilegal solicitar ou receber algo de valor de uma entidade estrangeira nas eleições nos EUA.

O governo insiste que prestou assistência militar à Ucrânia, em parte porque queria a cooperação da Ucrânia para investigar se os servidores de e-mail do Comitê Nacional Democrata estavam na Ucrânia.

<img src = "https: // www.
Donald Trump pressionou o líder da Ucrânia (AP / Alex Brandon)
"/>
Donald Trump pressionou o líder da Ucrânia (AP / Alex Brandon)

Eles também estão analisando os níveis de assistência que os países europeus estão fornecendo à Ucrânia, disse ele.

Mulvaney nega que tenha havido uma contrapartida e diz que "fazemos isso o tempo todo com a política externa".

Ele apontou o exemplo do governo que está prestando ajuda aos países da América Central para forçá-los a mudar suas políticas de imigração.

Trump finalmente liberou quase US $ 400 milhões em ajuda militar e outros para a Ucrânia.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *