Variabilidade biológica de biomarcadores de ômega-3 no sangue

Objetivos.

Conduzimos um estudo piloto para estimar a variabilidade biológica e os efeitos de uma refeição anterior no conteúdo de ácidos graxos ômega-3 (FA) de 3 pools de FA no sangue.

Design e métodos:

Medimos os níveis de AF em glóbulos vermelhos (RBCs), plasma e fosfolipídios plasmáticos (PL) obtidos de 20 voluntários saudáveis ​​testados semanalmente durante 6 semanas.

Resultados:

Os coeficientes de variação dentro dos sujeitos foram de 4,1% + / – 1,9%, 15,9% + / – 6,4% e 14,5% + / – 8,4%, respectivamente (RBC vs. outros, p <0,001). O conteúdo de ácidos graxos ômega-3 nas hemácias teve a menor variabilidade biológica e não foi alterado no estado alimentado.

Conclusões:

Do ponto de vista da variabilidade e dos tipos de amostra testados, os eritrócitos podem ser o tipo de amostra preferido para avaliar o status de FA ômega-3.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *