Remédios para pernas, pés, braços e costas


Se você comprar algo através de um link nesta página, podemos receber uma pequena comissão. Como isso funciona.

A esclerose múltipla causa muitos sintomas, incluindo perda de mobilidade, fadiga e dor. No entanto, existem muitos remédios naturais e prescritos que podem ajudar a diminuir o impacto da dor.

A esclerose múltipla (EM) é uma condição crônica, muitas vezes incapacitante, que afeta o sistema nervoso central. Lá, ele interrompe o fluxo de sinais neurológicos entre o cérebro e o corpo.

A dor é um sintoma muito comum da EM. De fato, um estudo revelou que quase 67% dos entrevistados com EM experimentaram dor.

Este artigo se concentra nos remédios naturais que as pessoas podem tentar em casa para ajudar a controlar a dor na EM.

A pressão sobre o corpo como resultado de imobilidade, espasticidade ou estresse pode contribuir para a dor nos membros. No entanto, a massagem terapêutica pode ser útil para melhorar a função das pernas de pessoas com EM.

Um estudo mostra que os tratamentos de massoterapia podem reduzir significativamente a dor nas pernas e melhorar a saúde geral das pessoas com EM.

Os pesquisadores decidiram determinar se a massagem terapêutica afeta a funcionalidade das pernas.

A conclusão é que, embora a massagem terapêutica possa melhorar a mobilidade, reduzindo a dor, esses efeitos são temporários.

As massagens ajudam a diminuir a dor, reduzindo a tensão nos receptores da dor e estimulando a liberação de endorfinas.

As massagens também são relaxantes na natureza. Eles podem aliviar sentimentos de estresse e ansiedade, os quais podem afetar significativamente a qualidade de vida.

Caminhar, se possível, é outra maneira de aliviar a dor nas pernas.

Algumas pessoas com EM relatam sentir uma sensação de queimação ou dor nos braços. Os médicos podem chamar essas sensações de “disestesia”. A aplicação de uma compressa quente na pele da área pode melhorar a sensação de queimação ou dor.

Uma condição que os médicos chamam de “eritromelalgia” é um sintoma doloroso da esclerose múltipla que afeta os pés. Os pés podem sentir-se tensos ou inchados, bem como ter uma sensação de queimação.

Alguns remédios para os pés quentes incluem:

  • usando meias de pressão
  • colocando uma compressa fria ou quente na pele
  • nadar, se for possível
  • mergulhar os pés em água morna ou fria
  • elevando os pés

Dormência, formigamento ou dor nas mãos é um sintoma comum da EM. Os sintomas que afetam as mãos resultam em menos funcionalidade e mais dificuldade na execução das tarefas diárias.

Pessoas com EM que sentem dor ou dormência nas mãos podem tentar os seguintes exercícios para recuperar a função e a força:

Flexão e extensão do dedo

  • Comece com a palma da mão voltada para baixo e os dedos relaxados.
  • Faça um punho.
  • Endireite os dedos.

Abdução e adução do polegar

  • Comece com a palma da mão voltada para o corpo, de modo que o polegar esteja apontando para o teto.
  • Dobre o polegar na palma da mão.
  • Endireite o polegar.

Abdução e adução do dedo

  • Comece com a palma da mão voltada para baixo e os dedos relaxados.
  • Afaste os dedos.
  • Mova os dedos juntos novamente.

Flexão lateral do punho

  • Comece com a palma da mão voltada para baixo.
  • Mantendo o braço imóvel, mova a mão de um lado para o outro.

Flexão e extensão do punho

  • Comece com a palma da mão voltada para cima.
  • Mantendo o braço imóvel, dobre o pulso para que os dedos apontem para o teto.
  • Retorne o pulso à sua posição original com a palma da mão voltada para cima.
  • Dobre o pulso na direção oposta para que os dedos apontem para baixo e a palma da mão fique voltada para longe do corpo.

Uma lista abrangente de alongamentos com foco em áreas específicas do corpo está disponível na National National Sclerosis Society.

Geralmente, os profissionais de saúde aconselham as pessoas com EM a limitar sua atividade física para ajudar a reduzir sintomas como fadiga. No entanto, pesquisas recentes mostram que exercícios leves, como ioga e Pilates, podem ser úteis no gerenciamento de sintomas.

Yoga e Pilates incorporam movimentos que alongam e fortalecem o corpo. São formas flexíveis de exercício que as pessoas podem adaptar para atender às suas necessidades.

Algumas pesquisas sugerem que o yoga é uma ferramenta eficaz para gerenciar dores crônicas nas costas.

De acordo com a Sociedade Nacional de Esclerose Múltipla, praticar yoga pode fornecer às pessoas com EM as ferramentas para gerenciar melhor as tarefas diárias, como equilibrar, caminhar e sentar.

Um pequeno estudo de 12 semanas de 2015 avaliou como o yoga de curto prazo afeta os sintomas da EM. Os resultados deste estudo indicaram que o yoga de curto prazo pode levar a melhorias na fadiga, equilíbrio, comprimento do passo e velocidade de caminhada.

Outro estudo, desta vez a partir de 2013, acompanhou pessoas com esclerose múltipla que participaram de um programa de 12 semanas de Pilates. No final do programa, os participantes relataram melhorias em sua postura e menos dor nos ombros e nas costas.

Pessoas com esclerose múltipla podem controlar sua dor realizando atividades físicas leves, como natação, hidroginástica, caminhada e alongamento.

Fazer algumas mudanças na dieta e no estilo de vida também pode ajudar a reduzir a dor. Estudos sugerem que pode haver uma associação entre deficiência de vitamina D e dor muscular. No entanto, são necessários mais estudos para determinar se o consumo extra de vitamina D pode ajudar na dor relacionada à EM.

A vitamina D desempenha um papel importante na função e manutenção muscular. Também produz efeitos anti-inflamatórios que podem reduzir a dor muscular.

As pessoas podem aumentar o consumo de vitamina D e cálcio, aumentando a ingestão diária de alimentos ricos em vitamina D e cálcio.

Alguns desses alimentos incluem:

O estilo de vida desempenha um papel significativo no gerenciamento dos sintomas da EM. Alguns remédios naturais para dor listados acima concentram-se na redução do estresse, que pode desencadear sintomas da EM.

Atividades relaxantes, como massagem e ioga, concentram-se especificamente na diminuição do estresse emocional, liberando a tensão física dentro do corpo.

Outras maneiras de diminuir o estresse incluem meditação, exercícios de respiração lenta e aconselhamento.

Os remédios neste artigo não são tratamentos primários para a EM. As pessoas devem usar esses remédios junto com seus programas de tratamento atuais.

Medicamentos prescritos estão disponíveis para ajudar a reduzir a dor da EM.

De acordo com a Sociedade Nacional de Esclerose Múltipla, um médico pode prescrever um dos seguintes procedimentos para aliviar a dor e a coceira:

  • hidroxizina (Atarax)
  • fenitoína (Dilantin)
  • amitriptilina (Elavil)
  • clonazepam (Klonopin)
  • gabapentina (Neurontin)
  • nortriptilina (Pamelor ou Aventyl)
  • carbamazepina (Tegetrol)

Tentar analgésicos vendidos sem receita, como o ibuprofeno, pode ser benéfico. O ibuprofeno também está disponível para compra online.

Os tratamentos de acupuntura também podem reduzir a dor. A acupuntura é uma técnica que as pessoas praticam na medicina tradicional chinesa.

Envolve a inserção de agulhas muito finas na pele em pontos específicos do corpo. Alguns estudos sugerem que a acupuntura do couro cabeludo pode reduzir a dor da EM.

A dor é uma realidade para muitas pessoas que vivem com EM. No entanto, existem muitos tratamentos médicos e naturais disponíveis para ajudar a gerenciar os sintomas.

Alongamentos, exercícios aeróbicos leves e mudanças no estilo de vida podem reduzir a dor e melhorar significativamente os sintomas da esclerose múltipla. Melhorar fatores psicológicos, como estresse e depressão, também pode afetar positivamente os sintomas da EM.

Com a ajuda de um profissional médico, as pessoas com EM podem trabalhar no desenvolvimento de um sistema para gerenciar seus sintomas e melhorar sua qualidade de vida geral.

Pessoas com EM devem considerar conversar com seu médico se sentirem dor em uma nova área do corpo ou se a dor estiver piorando.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *