Queijo e diabetes: benefícios, riscos e muito mais


As pessoas com diabetes podem comer queijo? A resposta em muitos casos é sim. Este alimento delicioso e rico em cálcio contém muitas propriedades nutricionais que o tornam uma parte saudável de um dieta balanceada.

Obviamente, existem algumas precauções a serem lembradas. Continue lendo para descobrir o que as pessoas com diabetes precisam saber sobre como comer queijo.

O queijo pode ajudar a manter níveis saudáveis ​​de glicose

Pessoas com diabetes deve considerar o conteúdo glicêmico de vários alimentos. Isso se baseia na rapidez com que o corpo é capaz de digerir os carboidratos nesses alimentos.

o índice glicêmico (GI) é uma escala de 100 pontos que classifica os alimentos com base na rapidez com que aumentam o açúcar no sangue. Os alimentos recebem um valor mais alto quanto mais rápido o aumento do açúcar no sangue.

A maioria dos queijos contém pouco ou nenhum carboidrato e, portanto, apresenta uma taxa muito baixa na escala gastrointestinal. Alguns queijos, no entanto, têm mais do que outros.

Por exemplo, o queijo cheddar contém apenas 0,4 gramas de carboidratos por 1 onça, enquanto o queijo suíço contém 1,5 gramas de carboidratos por 1 onça. Portanto, é importante verificar o rótulo nutricional em vários queijos.

O queijo é rico em proteínas

O queijo geralmente é rico em proteína, o que é ótimo para ajudar a equilibrar os picos de açúcar no sangue que ocorrem quando ingerimos carboidratos sozinhos. Quando consumidos juntos, eles demoram mais para queimar. A proteína também ajuda as pessoas a se sentirem mais cheias, reduzindo assim o desejo por outros alimentos não saudáveis.

A quantidade de proteína varia de acordo com o tipo de queijo. Por exemplo, 1 grama de parmesão contém 10 gramas de proteína, enquanto o cheddar contém 7 gramas de proteína. O queijo cottage tem menos de 3 gramas por 1 onça.

Queijo pode diminuir o risco de desenvolver diabetes tipo 2

Pelo menos um estude mostrou que o queijo pode diminuir o risco de uma pessoa desenvolver diabetes tipo 2 em primeiro lugar. O estudo de 2012 descobriu que comer cerca de duas fatias por dia (cerca de 55 gramas) reduziu o risco de diabetes em 12%.

No entanto, isso deve ser tomado com cautela, pois a diferença de risco varia dependendo do país. Pesquisadores disseram os resultados precisam de mais estudos.

Com todos os benefícios, certamente existem algumas bandeiras amarelas na dieta e o queijo não deve ser consumido com abandono. Algumas coisas a ter em mente ao comer queijo incluem:

O queijo é rico em gorduras e calorias

Estudos mostraram que, na medida em que se reduz o risco de doenças cardiovasculares, a gordura láctea não é a melhor escolha. Enquanto a gordura láctea pode ser consumida com moderação, gorduras insaturadas de óleos vegetais, nozes, sementes, abacates e alguns peixes são escolhas mais saudáveis.

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) recomenda que menos de 10% de suas calorias diárias devem vir de gorduras saturadas.

O queijo também é rico em calorias, portanto, o controle das porções é importante. Por exemplo, 1 grama de queijo cheddar tem 113 calorias. Queijos reduzidos e sem gordura podem ser opções mais saudáveis.

Alergias ou intolerâncias a leite

Nem todo mundo pode tolerar laticínios, e algumas pessoas são alérgicas a ele. Felizmente, existem muitos outros alimentos, como nozes, que fornecem muitos dos mesmos e até benefícios nutricionais adicionais que o queijo.

Também existem opções de queijo sem laticínios, embora normalmente contenham menos proteína.

Cuidado com o sódio

Pessoas com diabetes precisam limitar o sódio, pois isso pode elevar a pressão sanguínea e levar a problemas cardiovasculares. Alguns queijos são mais ricos em sódio do que outros. Por exemplo, o queijo feta tem 316 miligramas de sódio em 1 onça, enquanto a mussarela tem apenas 4 miligramas de sódio por onça. Você deve verificar os rótulos e escolher opções com pouco sódio, quando possível.

O USDA recomenda que adultos e crianças acima de 13 anos limitem o sódio a menos de 2.300 miligramas por dia.

Os melhores queijos para escolher são aqueles que são naturais, com menor teor de gordura, menor sódio e tanta proteína quanto possível. Queijos processados, que normalmente são mais ricos em sódio e gordura, devem ser evitados. Outros queijos com alto teor de sódio incluem feta e Edam, enquanto aqueles como mussarela e Emmental têm menos.

Como o queijo tem pouco impacto sobre sua glicose, é um ótimo alimento para emparelhar com alimentos com alto IG, para equilibrá-los. Lanches como uma maçã com queijo ou uma mini pizza feita com pão integral, legumes frescos e queijo mussarela são boas escolhas.

Embora seja fácil comer muito queijo de uma só vez, é melhor limitar a quantidade. Uma porção típica é de 1,5 onça de queijo natural ou 2 onças de queijo processado.

O queijo pode ser incorporado a uma dieta saudável se você tiver diabetes. No entanto, deve ser consumido com moderação e em combinação com outros alimentos saudáveis.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.