Óleo de colza (óleo de canola): usos, benefícios e desvantagens

Se você comprar algo através de um link nesta página, podemos receber uma pequena comissão. Como isso funciona.

A planta de colza geralmente floresce no verão e é famosa por suas flores amarelo-douradas.

Pertencente à família do repolho, está intimamente relacionado ao nabo e mostarda.

Seu óleo – conhecido como óleo de canola e canola – é amplamente utilizado para cozinhar, assar e processar alimentos.

Este artigo analisa o conteúdo nutricional, os benefícios e as possíveis desvantagens do óleo de colza.

Campo de colzaCompartilhar no Pinterest

O Canadá é o maior produtor de óleo de colza, com a Alemanha chegando em segundo. De fato, o nome "canola" vem de um emparelhamento das palavras "Canadá" e "óleo" (1)

Originalmente, o óleo de colza culinário era desenvolvido por meio de cruzamentos tradicionais. No entanto, a maioria das variedades disponíveis hoje são geneticamente modificadas (GM) para serem resistentes a pragas. Assim, esses produtos são classificados como organismos geneticamente modificados (OGM).

Óleo de canola vs. óleo de canola

É importante distinguir entre os dois principais tipos de óleo de colza: industrial e culinário. A versão culinária também é conhecida como canola (1)

O óleo de colza industrial é usado nas indústrias automotiva e química, enquanto a versão culinária é usada na culinária. As duas variedades são notavelmente diferentes devido à composição genética e ao conteúdo de ácido erúcico, prejudicial à saúde em grandes quantidades (1)

De fato, ser chamado óleo de canola, deve conter um nível de ácido erúcico igual ou inferior a 2% e atender aos padrões regulamentados internacionalmente. Caso contrário, será rotulado como "óleo de colza". No entanto, a maioria das variedades nos supermercados é de óleo de canola (1)

resumo

O óleo de colza é usado para fins industriais e culinários. Para ser chamado de óleo de canola, ele deve ter um teor mais baixo de ácido erúcico e atender aos padrões internacionais. Foi nomeado óleo de canola em homenagem ao Canadá, seu maior produtor.

O óleo de colza é puro, portanto não contém proteínas ou carboidratos. No entanto, é uma boa fonte de gorduras saudáveis ​​e vitaminas lipossolúveis.

Uma colher de sopa (15 ml) de óleo de canola fornece (2):

  • Calorias: 124
  • Gordura total: 14 gramas
  • Gordura saturada: 1 grama
  • Gordura monoinsaturada: 9 gramas
  • Gordura poliinsaturada: 4 gramas
  • Vitamina E: 16% do valor diário (DV)
  • Vitamina K: 8% do DV

É uma ótima fonte de vitamina E, um potente antioxidante que apóia a saúde da pele e dos olhos (3, 4)

Além disso, é naturalmente baixo em gordura saturada e alto em gordura insaturada, o que está associado a uma melhor saúde do coração (1, 5)

Em particular, é uma boa fonte de ácido alfa-linolênico (ALA), um tipo de gordura ômega-3. ALA é uma gordura essencial que é convertida em ácido eicosapentaenóico (EPA) e ácido docosahexaenóico (DHA) no corpo. Uma dieta rica em gorduras está ligada a benefícios para a saúde do coração (6)

O óleo de colza também é rico em gorduras ômega-6, que apóiam a saúde geral quando consumidas em quantidades moderadas. No entanto, a maioria das pessoas consome muita gordura ômega-6 em sua dieta, o que pode levar à inflamação (7)

Felizmente, o óleo de colza tem uma proporção de ômega-3 para ômega-6 de 1: 2, o que é considerado um equilíbrio saudável das duas gorduras. A maioria dos especialistas concorda que uma proporção de 1: 4 ou menos é ideal para uma boa saúde, tornando o óleo de colza uma ótima opção (7)

A pesquisa sobre os efeitos desse óleo no colesterol no sangue é mista. No entanto, uma análise recente de estudos descobriu que o consumo regular de óleo de canola levou a níveis mais baixos de LDL (ruim) e colesterol total, o que pode ajudar a prevenir doenças cardíacas (8)

Sumário

O óleo de colza é rico em gorduras insaturadas e vitaminas E e K. Ele contém uma proporção benéfica de ômega-3 a ômega-6, o que pode influenciar positivamente a saúde do coração.

Embora haja alguma controvérsia em torno do óleo de colza, seu uso está associado a muitos benefícios.

Temperatura de cozimento a alta temperatura

O óleo de colza pode ser cozido a altas temperaturas por causa de seu alto ponto de fumaça, o que significa que não queima até cerca de 204 ° C (400ºF), momento em que começará a fumar. A essa temperatura, as moléculas de gordura começam a se decompor e criar compostos nocivos (9)

O ponto de fumaça é um fator importante a ser considerado quando você escolhe um óleo de cozinha saudável. Um fator que determina isso é o quão refinado é um óleo. Quanto mais refinado, maior o ponto de fumaça.

Como o óleo de colza é altamente refinado, o que significa que muitas de suas impurezas e ácidos graxos livres foram removidos, ele tem um ponto de fumaça mais alto do que outros óleos, como azeite (10)

Isso o torna ideal para refogar, fritar pan, assar, fritar e outros métodos de cozimento em alta temperatura (9)

É insípido e versátil

O óleo de colza tem um sabor muito suave, permitindo que seja usado em uma variedade de aplicações culinárias. Além disso, pode ser servido à temperatura ambiente ou cozido (10)

Funciona bem em molhos para saladas, molhos e assados ​​e pode ser usado para fritar ou fritar sem adicionar nenhum sabor adicional ao seu prato.

Acessível

O óleo de colza é muito acessível e acessível devido à sua produção mundial (11)

Dependendo de onde você mora, normalmente você pode comprar 4 litros por menos da metade do preço do mesmo volume de azeite.

Os óleos de alta qualidade, como o azeite extra-virgem, custam mais devido às suas técnicas de processamento mais delicadas e menor prazo de validade (11)

resumo

O óleo de colza é barato, sem sabor e pode ser cozido a altas temperaturas, tornando-o um óleo de cozinha muito versátil e acessível.

Embora existam muitos benefícios no uso de óleo de colza, há alguma controvérsia quanto ao seu uso.

Aqui estão algumas desvantagens em potencial do consumo de óleo de colza.

Modificado geneticamente

A maioria dos óleos de colza encontrados em supermercados e produtos alimentícios é geneticamente modificada (GM).

Ao modificar os genes da planta de colza para se tornarem resistentes a pragas, os produtores são capazes de produzir rendimentos maiores, resultando em um produto mais acessível e com menos desperdício (12)

Embora isso possa ser percebido como um benefício, existem algumas preocupações sobre os alimentos GM e seus efeitos na saúde, principalmente alergias, resistência a antibióticos e câncer (12, 13)

Além disso, algumas culturas e religiões evitam produtos geneticamente modificados, pois são vistos como uma forma não natural de alimento.

No entanto, a maioria das pesquisas sugere que os alimentos GM são seguros para consumo e não causam efeitos adversos à saúde. Como os alimentos GM são criados usando tecnologia relativamente nova, é necessária mais pesquisa a longo prazo (12, 13)

No entanto, se você optar por evitar alimentos GM, não deixe de comprar óleo de colza certificado como orgânico pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) ou rotulado como livre de OGM.

Altamente processado

A maioria dos óleos usados ​​na indústria de alimentos é altamente processada, e o óleo de colza não é exceção.

Um solvente químico conhecido como hexano é adicionado para "limpar" o óleo. Em seguida, um processo de filtragem da água remove ácidos graxos, gengivas e cores pouco atraentes (10, 14)

Embora este seja considerado um processo seguro, leva a um teor mais baixo de vitamina E e de ácidos graxos livres, o que pode diminuir os benefícios para a saúde do óleo. Os óleos processados ​​também tendem a ser mais altos em gorduras ômega-6, e consumir uma proporção alta deles pode contribuir para a inflamação (10, 14, 15)

Se você está procurando uma alternativa ao óleo de colza altamente processado, pode experimentar a versão prensada a frio. Este método de processamento permite que o óleo retenha a maioria de seus nutrientes. No entanto, é difícil encontrar na maioria dos supermercados e geralmente só pode ser encontrado conectados (14)

Sumário

A maioria dos óleos de colza é geneticamente modificada (GM). Enquanto os alimentos GM são considerados seguros para comer, muitas pessoas optam por evitá-los. Além disso, esse óleo geralmente é altamente processado, o que pode levar a uma menor qualidade nutricional e efeitos negativos à saúde.

O óleo de colza é amplamente utilizado em todo o mundo. É popular por sua acessibilidade e versatilidade como óleo de cozinha e é comumente encontrado em molhos para saladas, assados ​​e frituras.

É uma boa fonte de gorduras saudáveis, mas tende a ser altamente processada, o que pode diminuir seu valor nutricional e alterar seus efeitos na saúde.

Quando possível, tente selecionar o óleo de colza prensado a frio ou minimamente refinado, os quais retêm a maioria dos nutrientes e benefícios originais desse óleo.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *