Huawei reforça controle sobre smartphones na China com participação recorde de 42% no terceiro trimestre – Canalys – Últimas Notícias

Huawei As tecnologias aumentaram sua participação na China mercado de smartphones a um recorde de 42%, com os embarques do terceiro trimestre aumentando em dois terços, à medida que os consumidores domésticos se recuperavam depois das sanções dos EUA, mostraram dados recentes.

Huawei reforçou seu domínio das maiores do mundo Smartphone mesmo quando a empresa chinesa foi praticamente proibida pelos Estados Unidos em maio de fazer negócios com empresas americanas, interrompendo significativamente sua capacidade de obter peças-chave.

A segunda maior fabricante mundial de smartphones recebeu um adiamento até novembro. No entanto, promoções e compras patrióticas impulsionaram as vendas de smartphones da Huawei na China, ajudando-o a mais do que compensar a queda nas remessas no mercado global.

Enquanto o mercado chinês de smartphones ainda contraiu 3% no terceiro trimestre em comparação com o ano anterior, os smartphones da Huawei representavam 41,5 milhões dos 97,8 milhões enviados no período, segundo dados da empresa de pesquisa de mercado Canalys.

"A Huawei abriu uma enorme lacuna entre ela e outros fornecedores", disse Nicole Peng, vice-presidente de mobilidade da Canalys. "Sua posição dominante dá à Huawei muito poder para negociar com a cadeia de suprimentos e aumentar sua participação na carteira de parceiros de canal".

O crescimento da Huawei ocorreu às custas dos principais rivais Oppo, Vivo, Xiaomi e Apple, que juntos representaram 50% do mercado no terceiro trimestre, ante 64% no ano anterior.

As vendas do terceiro trimestre também marcam o trimestre mais fraco da Apple na China há cinco anos, disse Peng.

No entanto, ela acrescentou que a Apple recebeu um impulso desde o lançamento do Iphone 11 de setembro, com clientes dispostos a esperar de duas a três semanas para receber remessas dos modelos mais recentes.

A Huawei informou na semana passada que havia vendido mais de 200 milhões de telefones em todo o mundo em 2019, 64 dias antes de 2018.

Os lucros da empresa permanecem resilientes, apesar da pressão dos Estados Unidos, com receita saltando 27% no terceiro trimestre.

Sua versão principal do Mate 30 Pro 4G, lançada pela Huawei em setembro, não foi um grande fator para o seu sucesso no terceiro trimestre, disse Canalys, com a maioria das pessoas aguardando o lançamento da versão 5G no final deste ano.

"A Huawei está em uma posição forte para consolidar seu domínio ainda mais em meio à implantação da rede 5G, dadas as relações estreitas com os operadores na implantação da rede 5G e o controle sobre os principais componentes, como chipsets 5G compatíveis com a rede local, em comparação com os pares locais", disse Peng da Canalys.

"Isso coloca pressão significativa sobre a Oppo, Vivo e Xiaomi, que acham muito difícil fazer alguma inovação."




Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *