Em novo movimento Indo-Pacífico, EUA e aliados lançam a iniciativa Partners in the Blue Pacific | Noticias do mundo


WASHINGTON: Para reforçar sua estratégia no Indo-Pacífico, e no que está sendo visto como uma resposta ao alcance agressivo da China aos estados insulares do Pacífico, os Estados Unidos (EUA) – juntamente com Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido e Japão – anunciaram um novo Partners in Iniciativa Blue Pacific (PBP) na sexta-feira.

Em uma declaração conjunta, os cinco países disseram que o PBP é um “mecanismo inclusivo e informal” para apoiar as prioridades do Pacífico, de acordo com os princípios de “regionalismo do Pacífico, soberania, transparência, responsabilidade e, acima de tudo, liderado e guiado pelo Pacífico. ilhas”.

Nos últimos meses, a China intensificou seu envolvimento com os estados insulares do Pacífico, inclusive assinando um acordo de segurança com as Ilhas Salomão. Este mês, o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, também realizou uma turnê por oito países da região e sediou uma Reunião de Ministros das Relações Exteriores China-Países Insulares do Pacífico em Fiji.

Os EUA e seus aliados disseram que, juntos, assim como individualmente, se concentrarão em três áreas prioritárias.

O primeiro será entregar resultados para o Pacífico de forma mais eficaz e eficiente. “Vamos mapear os projetos existentes e planejar os futuros, buscando direcionar recursos, remover duplicações e fechar lacunas, o que evitará maiores encargos e oportunidades perdidas para os governos e pessoas do Pacífico.”

A segunda área de foco é reforçar o “regionalismo do Pacífico”. “O PBP estabelecerá conexões mais estreitas com os governos do Pacífico e com o Fórum das Ilhas do Pacífico, facilitando um envolvimento mais forte e regular com nossos governos. Vamos elevar ainda mais o regionalismo do Pacífico, com um Fórum das Ilhas do Pacífico forte e unido em seu centro”, disse o comunicado.

A área final de foco será a expansão da cooperação entre o Pacífico e o resto do mundo. O PBP, disseram os cinco países, incentivará e facilitará um maior envolvimento com o Pacífico por qualquer outro parceiro que compartilhe os valores do Pacífico e vise trabalhar de forma construtiva e transparente para beneficiar as pessoas da região”.

O grupo disse que o mecanismo permanecerá inclusivo, informal e aberto à cooperação com parceiros adicionais, mas enfatizou que será liderado e guiado pelos estados insulares do Pacífico.

  • SOBRE O AUTOR

    Prashant Jha é o correspondente americano do Hindustan Times em Washington DC. Ele também é o editor do HT Premium. Jha já atuou como editor-vista e editor político nacional/chefe de escritório do jornal. Ele é o autor de How the BJP Wins: Inside India’s Greatest Election Machine e Battles of the New Republic: A Contemporary History of Nepal.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.