Corpos de 14 vítimas da inundação do túnel chinês recuperados


Os corpos de todos os 14 trabalhadores presos quando um túnel em construção foi inundado na semana passada foram recuperados, disseram autoridades no sul da China.

Uma breve declaração no site de mídia social do governo da cidade de Zhuhai não deu mais informações sobre a causa do desastre de 15 de julho ou das mortes.

O túnel de Shijingshan é uma seção de uma via expressa em construção que passa por baixo de um reservatório na cidade da província de Guangdong, perto de Hong Kong e Macau.

O esforço de resgate envolveu mergulhadores, submarinos controlados remotamente e outros equipamentos de alta tecnologia, enquanto os trabalhadores na superfície correram para bombear a água do túnel.

O trabalho às vezes era dificultado pelos gases de monóxido de carbono das máquinas usadas no túnel como parte da operação.

Embora a causa permaneça obscura, relatórios dizem que um ruído anormal foi ouvido e pedaços de material começaram a cair de um lado do túnel de dois tubos.

Uma evacuação foi ordenada enquanto a água corria, mas os 14 que morreram não conseguiram escapar a tempo.


O túnel inundado na cidade de Zhuhai, China (AP)

O projeto de construção parecia ter problemas de segurança há algum tempo.

Em março, dois trabalhadores morreram em outra parte do túnel.

Zhuhai é uma cidade costeira relativamente rica na foz do delta do Rio das Pérolas, que agora está sendo fortemente desenvolvida para indústrias manufatureiras e de alta tecnologia.

Foi uma das primeiras zonas econômicas especiais da China quando o Partido Comunista do governo começou a abrir a economia do país há cerca de 40 anos.

As demandas por um crescimento econômico vertiginoso, a fraca adesão aos padrões de segurança, a má manutenção e a corrupção entre os órgãos de fiscalização são responsáveis ​​pelos frequentes acidentes industriais na China.

Os responsáveis ​​costumam receber punições severas, mas a alta demanda e o desejo por lucros geralmente superam as preocupações com a segurança.

Entre os piores acidentes estava uma explosão massiva em 2015 em um depósito de produtos químicos na cidade portuária de Tianjin, que matou 173 pessoas, a maioria delas bombeiros e policiais.

A explosão foi atribuída à construção ilegal e ao armazenamento inseguro de materiais voláteis.



Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *