Teme jovem vietnamita entre caminhão de Essex morto

Reportagem adicional do Digital Desk

Uma jovem vietnamita teme estar entre os 39 migrantes encontrados mortos em um caminhão em Essex.

A família de Pham Tra My, 26 anos, disse à BBC que pagou 35.000 euros para que ela fosse contrabandeada para a Grã-Bretanha, mas não conseguiu contatá-la desde que ela enviou um texto na noite de terça-feira dizendo que estava sufocando.

A Embaixada do Vietnã em Londres confirmou que entrou em contato com a polícia em relação a uma mulher desaparecida que temia ser uma das 39 pessoas encontradas mortas em um caminhão em Essex.

Um porta-voz da embaixada disse que eles foram contatados por uma família no Vietnã que alegou que sua filha estava desaparecida "desde que o caminhão foi encontrado".

O porta-voz disse: "Entramos em contato com a polícia de Essex e estamos aguardando uma resposta".

Um porta-voz da Embaixada do Vietnã no Reino Unido confirmou que a Polícia de Essex confirmou que entrou em contato com a polícia em relação a Pham Tra My.

A BBC disse que as famílias de outras duas pessoas vietnamitas – um homem de 26 e uma mulher de 19 – entraram em contato com a emissora, temendo que seus parentes estivessem no contêiner.

O Guardian informou que a mãe da mulher recebeu uma mensagem de texto de Phạm Thị Trà My por volta das 22h28 na terça-feira, horário irlandês – cerca de quatro horas antes da ambulância ser chamada para o contêiner e os corpos das 39 pessoas serem descobertos.

A mensagem, traduzida para o inglês por amigos da família, de acordo com o Guardian, dizia:

Me desculpe mãe. Minha viagem ao exterior não foi bem-sucedida. Mãe, eu te amo muito! Estou morrendo porque não consigo respirar … sou de Nghèn, Can Lộc, Hà Tĩnh, Vietnã … desculpe, mãe.

Uma mensagem foi ocultada na captura de tela dos textos, pois contém o endereço da família.

Ambulâncias privadas estão transportando mais dos 39 corpos encontrados em um caminhão refrigerado do porto de Tilbury para o Broomfield Hospital em Chelmsford.

Três ambulâncias deixaram o porto sob escolta policial logo depois das 13h45 de hoje.

A operação de recuperação começou na noite de quinta-feira, quando os 11 primeiros corpos foram transportados para o hospital.

Agora serão realizados exames post mortem.




Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *