Homem matou a família e a si mesmo por causa de um passe de vacina falso, disse o promotor alemão


Um homem que matou sua esposa e três filhos pequenos antes de tirar a própria vida falsificou um certificado de vacinação e temeu que seus filhos lhe fossem tirados quando a falsificação fosse descoberta, disse um promotor alemão.

A polícia encontrou dois adultos, ambos de 40 anos, e três crianças de quatro, oito e 10 anos, mortos por ferimentos a bala em uma casa de família em Koenigs Wusterhausen, ao sul de Berlim, no sábado.

Em nota de despedida encontrada pela polícia, o homem disse que falsificou um certificado de vacinação para sua esposa. Seu empregador descobriu, fazendo com que o casal temesse ser preso e perder seus filhos, disse o promotor Gernot Bantleon à Reuters.

A polícia foi chamada à casa depois de ser alertada por testemunhas que viram corpos sem vida na casa, disseram a polícia e promotores no sábado.

O caso terrível ocorre no momento em que a Alemanha endurece as restrições para tentar conter uma quarta onda da pandemia do coronavírus. Desde o mês passado, os funcionários foram obrigados a mostrar que foram vacinados, recuperados ou com teste negativo para Covid-19.

As autoridades alemãs concordaram na semana passada em impedir que os não vacinados tenham acesso a todos os negócios, exceto aos mais essenciais, como supermercados, farmácias e padarias, e também planejam tornar a vacinação obrigatória para alguns empregos.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.