Vidas negras importam, Kanye West e uma camisa: a polêmica explicada | Noticias do mundo


Não se esquiva de controvérsias, Kanye West está nisso, de novo. Estreando uma camisa “White Lives Matter” em seu desfile Yeezy em Paris, o rapper americano desacreditou o movimento Black Lives Matter como um “golpe”. Não foi aí que ele parou. Kanye West também reivindicou o crédito por afastar o debate do movimento Black Lives para ele mesmo.

Ye – como o rapper se chama – compartilhou uma história no Instagram que já foi excluída dizendo: “Todo mundo sabe que o Black Lives Matter foi uma farsa. Agora acabou. De nada”.

O filho de Will Smith, Jaden Smith, teria deixado o evento devido ao cargo. Em uma série de tweets, Jaden Smith escreveu: “Eu tive que mergulhar Lol. Eu não me importo com quem é se eu não sentir a mensagem de que estou fora. Black Lives Matter. (sic)”

Um dia antes do desfile, Kanye West havia posado com a comentarista conservadora Candace Owens com as camisas de manga comprida “Vidas brancas importam”, provocando uma reação imediata.

Esta não é a primeira vez que Kanye West provocou uma controvérsia devido aos seus comentários sobre a comunidade afro-americana. Em 2018, o homem de 45 anos havia dito em entrevista que a escravidão era uma “escolha”.

  • SOBRE O AUTOR

    Quando não está lendo, esse ex-aluno de literatura pode ser encontrado em busca de uma resposta para a pergunta: “Qual é o propósito do jornalismo na sociedade?”



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.