Ucrânia recupera áreas ocupadas pela Rússia em Kherson e pede mais ajuda da Europa | Noticias do mundo


A Ucrânia disse na quinta-feira que recapturou faixas de novos territórios das tropas russas, enquanto Kyiv instou a Europa a ajudar suas forças a expulsar o exército de Moscou.

As vitórias proclamadas na região sul de Kherson são as últimas de uma série de derrotas russas que minam a alegação do Kremlin de ter anexado cerca de 20% da Ucrânia.

“Desde o início de outubro, mais de 500 quilômetros quadrados foram libertados dos ocupantes russos apenas na região de Kherson”, anunciou o presidente Volodymyr Zelensky na quinta-feira em seu discurso noturno.

O território recapturado abrigava dezenas de cidades e vilarejos ocupados pelas forças russas há meses, disse a porta-voz do comando do Exército do sul, Natalia Gumeniuk.

Kherson, uma região com uma população pré-guerra estimada em cerca de um milhão de pessoas, foi capturada cedo e facilmente pelas tropas de Moscou após sua invasão iniciada em 24 de fevereiro.

Consulte Mais informação: Assistir| Joe Biden flagrado xingando em microfone quente: ‘Ninguém fode comigo’

Autoridades instaladas na Rússia renovaram um apelo para que os moradores mantenham a calma, com o vice-líder pró-Moscou Kirill Stremousov dizendo que as forças do Kremlin estavam impedindo o avanço.

Mas o Kremlin continuou – mísseis russos atingiram a cidade industrial central de Zaporizhzhia na quinta-feira, matando vários civis. Equipes de resgate vasculharam os escombros com as próprias mãos em busca de sobreviventes, segundo jornalistas da AFP.

Discursando em uma reunião em Praga de chefes de estado europeus, Zelensky pediu às capitais ocidentais que forneçam ao seu exército mais armas “para punir o agressor”.

Ele disse na quinta-feira que a Ucrânia deve se defender da invasão de Moscou “para que os tanques russos não avancem em Varsóvia ou novamente em Praga”.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.