Trump assina ordem ‘forte’ para proteger monumentos

Donald Trump usou o Twitter para pedir a prisão de manifestantes envolvidos na tentativa desta semana de derrubar a estátua de Andrew Jackson de um parque diretamente em frente à Casa Branca.

Ele também twittou que assinou uma ordem executiva para proteger monumentos, memoriais e estátuas.

O presidente retweetou um pôster de procurado do FBI mostrando fotos de 15 manifestantes procurados por “vandalização de propriedades federais”.

Ele escreveu: “MUITAS pessoas sob custódia, com muitas outras sendo procuradas por vandalização de propriedades federais em Lafayette Park. 10 anos de prisão! ”

Trump anunciou na sexta-feira sua ordem executiva, que havia prometido no início da semana. Ele o descreveu como “forte”, mas não divulgou imediatamente o texto.

Ele também disse no Twitter que desistiu de planos de passar o fim de semana em sua casa no centro de Nova Jersey para ficar em Washington “para garantir que a lei e a ordem sejam cumpridas”.

“Esses incendiários, anarquistas, saqueadores e agitadores foram praticamente impedidos”, twittou Trump. “Estou fazendo o necessário para manter nossas comunidades seguras – e essas pessoas serão levadas à Justiça!”

Os manifestantes na noite de segunda-feira tentaram arrastar a estátua de Jackson com cordas e correntes.

A polícia repeliu os manifestantes e fechou o Lafayette Park, que havia sido reaberto ao público por mais de uma semana após protestos contra a morte de George Floyd pelas mãos da polícia de Minnesota.

Na terça-feira, a polícia limpou toda a área na esquina das ruas 16 e H – e afastou os manifestantes do cruzamento, que havia sido recentemente renomeado como Black Lives Matter Plaza pelo conselho da cidade.

As estatísticas divulgadas pelo Departamento de Polícia Metropolitana mostram que nove pessoas foram presas na noite de terça-feira e um total de 12 presas entre segunda e quarta-feira. Não houve prisões relacionadas a protestos na quinta-feira, de acordo com os dados do MPD.

A estátua do general confederado Albert Pike caído em Washington (Maya Alleruzzo / AP) “>
A estátua do general confederado Albert Pike, deitada em Washington (Maya Alleruzzo / AP)

Os manifestantes cresceram cada vez mais encorajados a visar estátuas consideradas ofensivas ou inapropriadas.

Na semana passada, em 19 de junho, ou juneteenth, o dia que marcou o fim da escravidão nos Estados Unidos, multidões aplaudiram uma estátua do ex-general confederado Albert Pike.

A estátua estava em terra federal e resistiu a tentativas anteriores do governo de Washington DC para removê-la.

Segundo os participantes, policiais estavam em cena, mas não tentaram interferir.

A mira das estátuas tornou-se um grito de guerra para Trump e outros conservadores. Imediatamente depois que o estatuto de Pike foi derrubado e incendiado, Trump chamou o incidente de “uma vergonha para o nosso país!” no Twitter.

Na terça-feira, ele twittou: “Eu autorizei o Governo Federal a prender qualquer pessoa que vandalize ou destrua qualquer monumento, estátua ou outra propriedade federal nos EUA com até 10 anos de prisão, de acordo com a Lei de Preservação de Veteranos em Memorial ou outras leis. isso pode ser pertinente. “




Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *