‘Todo o inferno vai quebrar…’: SOS do primeiro-ministro do Paquistão sobre alívio da dívida após inundações recordes | Noticias do mundo


Paquistão O primeiro-ministro Shehbaz Sharif fez um apelo urgente para o alívio da dívida após inundações sem precedentes que mataram milhares e deslocaram milhões de pessoas no país.

O governo do Paquistão assinou um acordo com o Fundo Monetário Internacional com “condições muito duras”, disse o primeiro-ministro do país à Bloomberg.

“Falamos com líderes europeus e outros líderes para nos ajudar no Clube de Paris a obter uma moratória. A menos que tenhamos um alívio substancial, como o mundo pode esperar que fiquemos de pé? É simplesmente impossível”, disse.

Inundações no Paquistão;  Um aldeão usa berços para salvar itens utilizáveis ​​após a recuperação de sua casa atingida pela enchente, em Jaffarabad, no Paquistão. (AP)
Inundações no Paquistão; Um aldeão usa berços para salvar itens utilizáveis ​​após a recuperação de sua casa atingida pela enchente, em Jaffarabad, no Paquistão. (AP)

Aviso que Paquistão está enfrentando a ameaça iminente de epidemias após as inundações, ele disse: “Deus me livre que isso aconteça, todo o inferno vai quebrar”.

As inundações no Paquistão submergiram quase um terço do país e mataram mais de 1.500 pessoas. O desastre afetou severamente o país, que já se recuperava da reserva de moeda esgotada e da inflação mais alta em décadas.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, que visitou Paquistão para acessar os danos causados ​​pelas inundações, pediu ao mundo que ajude o Paquistão, pois os danos causados ​​pelas inundações ultrapassam US$ 30 bilhões, informou a Reuters.

  • SOBRE O AUTOR

    Quando não está lendo, esse ex-aluno de literatura pode ser encontrado em busca de uma resposta para a pergunta: “Qual é o propósito do jornalismo na sociedade?”



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.