Teste de vacina Oxford continuará no Brasil após ‘morte de voluntário’

A Universidade de Oxford disse que um teste de sua vacina contra o coronavírus continuará no Brasil em meio a relatos da morte de um voluntário.

A universidade está em estágio avançado de teste de uma imunização Covid-19 que está sendo desenvolvida com a AstraZeneca, com voluntários em países como Brasil, Reino Unido e Estados Unidos.

A instituição disse que investigou o caso, mas não encontrou “nenhuma preocupação com a segurança” em torno da vacina.

Oxford disse em um comunicado: “Todos os incidentes médicos significativos, sejam os participantes do grupo de controle ou do grupo da vacina Covid-19, são revisados ​​independentemente.

“Após avaliação cuidadosa deste caso no Brasil, não houve preocupações sobre a segurança do ensaio clínico e a revisão independente, além do regulador brasileiro, recomendou que o ensaio deveria continuar.”

<figcaption class =(PA Graphics) “>
(PA Graphics)

A autoridade sanitária do Brasil disse que foi informada da morte de um participante no início desta semana.

A AstraZeneca disse que não poderia comentar sobre casos individuais devido à confidencialidade do paciente, mas disse que todos os devidos processos foram seguidos e que não houve problemas com a continuação do estudo.

Um porta-voz disse: “Todos os eventos médicos significativos são cuidadosamente avaliados pelos investigadores do estudo, um comitê de monitoramento de segurança independente e as autoridades regulatórias.

“Essas avaliações não levaram a quaisquer preocupações sobre a continuação do estudo em andamento.”

De acordo com relatos da mídia local, o voluntário recebeu uma injeção de placebo em vez da vacina.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *