Rússia pratica ataques com mísseis com capacidade nuclear, diz Ministério da Defesa | Noticias do mundo


A Rússia disse nesta quarta-feira que suas forças praticaram ataques simulados de mísseis com capacidade nuclear no enclave ocidental de Kaliningrado, em meio à campanha militar de Moscou na Ucrânia.

O anúncio veio no 70º dia da ação militar de Moscou no país pró-ocidental, com milhares de mortos e mais de 13 milhões de deslocados na pior crise de refugiados na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

Depois de enviar tropas para a Ucrânia no final de fevereiro, o presidente russo, Vladimir Putin, fez ameaças veladas, sugerindo a disposição de implantar armas nucleares táticas da Rússia.

Durante os jogos de guerra de quarta-feira no enclave do Mar Báltico, localizado entre a Polônia e a Lituânia, membros da UE, a Rússia praticou “lançamentos eletrônicos” simulados de sistemas de mísseis balísticos móveis Iskander com capacidade nuclear, disse o Ministério da Defesa em comunicado.

Leia também: Índia quer que a Rússia venda seu petróleo a menos de US$ 70 por barril

As forças russas praticaram ataques únicos e múltiplos contra alvos imitando lançadores de sistemas de mísseis, aeródromos, infraestrutura protegida, equipamento militar e postos de comando de um inimigo simulado, disse o comunicado.

Depois de realizar os lançamentos “eletrônicos”, os militares realizaram uma manobra para mudar de posição para evitar “um possível ataque de retaliação”, acrescentou o Ministério da Defesa.

As unidades de combate também praticaram “ações em condições de radiação e contaminação química”.

Os exercícios envolveram mais de 100 militares.

A Rússia colocou as forças nucleares em alerta máximo logo após Putin enviar tropas para a Ucrânia em 24 de fevereiro.

O chefe do Kremlin alertou para uma retaliação “rápida como um relâmpago” se o Ocidente intervir diretamente no conflito na Ucrânia.

Leia também: Ucrânia: Joe Biden discutirá sanções ‘adicionais’ da Rússia com o G7 esta semana

Observadores dizem que, nos últimos dias, a televisão estatal russa tentou tornar o uso de armas nucleares mais palatável para o público.

“Há duas semanas, ouvimos em nossas telas de televisão que os silos nucleares deveriam ser abertos”, disse o editor do jornal russo e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, Dmitry Muratov, na terça-feira.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *