Robô Avatar vai à escola para menino alemão doente


Robô Avatar vai à escola para menino alemão doente
BERLIM: Joshua Martinangeli, 7, está doente demais para ir à escola. Mas o aluno alemão ainda pode interagir com seu professor e colegas por meio de um avatar robô que se senta na sala de aula em seu lugar e envia um sinal piscando quando tem algo a dizer.

“As crianças conversam com ele, riem com ele e às vezes até batem papo com ele durante a aula. Joshi pode fazer isso muito bem também.” Ute Winterberg, diretora da escola primária Pusteblume, em Berlim, à Reuters em entrevista.


Joshua não pode assistir às aulas porque usa um tubo no pescoço devido a uma doença pulmonar grave, disse sua mãe. Simone Martinangeli.

O projeto é uma iniciativa privada paga pelo conselho local no distrito de Berlim Marzahn-Hellersdorf.

“Somos o único distrito de Berlim que comprou quatro avatares para suas escolas. O impulso foi o COVID-19, mas acho que esse será o futuro muito além da pandemia”, disse o conselheiro distrital de educação Torsten Kuehne.

“Acontece de tempos em tempos, por várias razões, que uma criança não pode ir à aula pessoalmente. Então, o avatar pode dar a essa criança a chance de continuar fazendo parte da comunidade escolar”, disse Kuehne.

Ele acrescentou que já havia levantado o projeto em discussões políticas em nível estadual.

“Gosto de qualquer jeito porque gosto do avatar”, disse estudante Noah Kuessner quando perguntado se ele está ansioso para ver Joshua novamente.

“E eu gostaria que Joshi realmente pudesse ir à escola”, disse outro colega de classe, Beritan Aslanglu.

o FacebookTwitterLinkedin




Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.