Revisão atualizada sobre o papel da curcumina nos cânceres gastrointestinais

Condições malignas do trato gastrointestinal e órgãos acessórios da digestão, incluindo a cavidade oral, esôfago, estômago, sistema biliar, pâncreas, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus, são referidas como cânceres gastrointestinais. A curcumina é um composto natural derivado da cúrcuma com uma ampla gama de atividades biológicas. Vários estudos in vitro e in vivo investigaram os efeitos da curcumina nos cânceres gastrointestinais. Na revisão atual, nosso objetivo foi fornecer um resumo atualizado sobre as descobertas recentes sobre os efeitos benéficos da curcumina em diferentes cânceres gastrointestinais na última década. Para este propósito, os bancos de dados ScienceDirect, “” Google Scholar, “” PubMed, “” ISI Web of Knowledge “e” Wiley Online Library “foram pesquisados ​​usando” curcumina “,” câncer “e” órgãos gastrointestinais “como palavras-chave. estudos in vitro realizados em diferentes linhagens de células cancerosas gastrointestinais mostraram que a curcumina pode inibir o crescimento celular por meio da parada do ciclo nas fases G2 / M e G1, bem como estimular a apoptose e a autofagia pela interação com vários alvos moleculares. Estudos in vivo realizados em vários animais modelos confirmaram principalmente os efeitos quimiopreventivos da curcumina. Várias nanofórmulas foram propostas para melhorar a biodisponibilidade da curcumina e aumentar sua absorção. Além disso, a curcumina tem sido usada em combinação com muitos medicamentos antitumorais para aumentar suas propriedades anticarcinogênicas. Em conjunto , a curcumina se enquadra na categoria de substâncias derivadas de plantas capazes de prevenir ou tratar cânceres gastrointestinais. Estudos adicionais, particularmente ensaios clínicos sobre a eficácia e segurança da curcumina são sugeridos a este respeito.

Palavras-chave:

Câncer; Cólon; Curcumina; Esôfago; Gastrointestinal; Cavidade oral.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *