Protestos em Praga sobre restrições a vírus

A polícia tcheca usou gás lacrimogêneo e um canhão de água para dispersar centenas de manifestantes violentos que os atacaram depois de um comício em Praga contra as restrições do governo para diminuir a disseminação de infecções por coronavírus.

Os serviços de resgate da polícia disseram que pelo menos 20 pessoas ficaram feridas nos confrontos de domingo, que eclodiram depois que algumas mil pessoas, incluindo fãs de futebol e hóquei no gelo, se reuniram na Praça da Cidade Velha para condenar as restrições que incluem a proibição de competições esportivas e fechamento de bares e restaurantes.

Reuniões públicas de mais de seis também são proibidas, mas até 500 pessoas podem se manifestar se estiverem divididas em grupos separados de 20 e usarem máscaras.

<figcaption class =Polícia confronta manifestantes na Praça da Cidade Velha em Praga (Petr David Josek / AP) “>
Polícia confronta manifestantes na Praça da Cidade Velha em Praga (Petr David Josek / AP)

Muitos dos manifestantes não tinham coberturas faciais.

Depois que a polícia disse que seu número ultrapassava 500, os organizadores encerraram a manifestação.

Mas alguns manifestantes permaneceram na praça, jogando sinalizadores, garrafas de cerveja, pedras e vários outros objetos na tropa de choque.

A República Tcheca tem enfrentado um aumento recorde de infecções por coronavírus nas últimas semanas, tornando-se um dos países mais afetados na Europa.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *