Proteção nutricional contra danos à pele causados ​​pela luz solar


O conceito de fotoproteção sistêmica por via dietética está ganhando impulso. A pele é continuamente exposta à radiação ultravioleta (UV), a principal causa de doenças da pele, como queimaduras solares, fotodanos e câncer de pele não melanoma. A maior parte da dose eritemal anual de UV é encontrada fora das condições de vacinação, quando nenhum protetor solar é aplicado. Na ausência de compostos adicionados topicamente, a proteção da pele depende exclusivamente da defesa endógena. Os micronutrientes podem atuar como absorvedores de UV, como antioxidantes ou podem modular as vias de sinalização induzidas pela exposição aos raios ultravioleta. O eritema induzido por UV é um parâmetro adequado para avaliar a fotoproteção. A proteção dietética é fornecida por carotenóides, tocoferóis, ascorbato, flavonóides ou ácidos graxos n-3, contribuindo para a resistência à manutenção como parte da proteção vitalícia.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *