Polícia checa pede indiciamento do primeiro-ministro em caso de fraude


A polícia tcheca recomendou que o primeiro-ministro Andrej Babis seja indiciado por suposta fraude envolvendo subsídios da União Europeia.

A promotoria de Praga disse que recebeu os resultados da investigação policial atualizada sobre o possível envolvimento de Babis na fraude. Os promotores agora têm que decidir se irão abrir acusações contra Babis ou demiti-los.

A polícia já recomendou o mesmo há dois anos, mas um promotor decidiu desistir do caso. Essa decisão foi posteriormente anulada pelo promotor-chefe do país, Pavel Zeman, que disse que foi feito prematuramente e sem evidências suficientes para apresentar ou retirar as acusações.

Não ficou imediatamente claro quando a acusação poderia concluir a reavaliação do caso. O arquivo possui 34.000 páginas.

O caso envolve uma fazenda que recebeu subsídios da UE depois que sua propriedade foi transferida do conglomerado Agrofert, de propriedade da Babis, de cerca de 250 empresas, para os membros da família de Babis. Os subsídios destinavam-se a empresas de médio e pequeno porte e a Agrofert não teria direito a eles.

Mais tarde, a Agrofert voltou a assumir a propriedade da fazenda.

Babis, um bilionário populista, nega qualquer irregularidade.

Separadamente, um relatório da União Europeia publicado recentemente concluiu que Babis tem um conflito de interesses sobre os subsídios da UE envolvendo seu antigo império empresarial.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.