Pfizer começa a testar a pílula Covid como medicamento preventivo para afastar o vírus de uma pessoa infectada | Noticias do mundo


  • A Pfizer disse que estudará a pílula que está desenvolvendo em combinação com uma dose baixa do medicamento para HIV ritonavir em pessoas com pelo menos 18 anos de idade e que moram na mesma casa de alguém infectado.

AP | | Postado por Sharangee Dutta, Hindustan Times, Nova Delhi

PUBLICADO EM 28 DE SETEMBRO DE 2021 12:04 IST

A Pfizer começou a testar seu potencial tratamento com Covid-19 como um medicamento preventivo com o objetivo de afastar o vírus se um contato próximo o pegar.

A farmacêutica disse segunda-feira que vai estudar a pílula que está a desenvolver em combinação com uma dose baixa do medicamento para o VIH ritonavir em pessoas com pelo menos 18 anos de idade que vivem na mesma casa com alguém infectado.

A Pfizer planeja inscrever 2.660 pessoas no estudo de estágio final. Os participantes receberão a combinação de tratamento ou um medicamento falso por via oral, duas vezes ao dia, durante cinco a 10 dias.

Os pesquisadores esperam que o uso de ritonavir ajude a retardar a quebra do potencial tratamento, de forma que permaneça ativo por mais tempo para ajudar a combater o vírus.

“Se for bem-sucedida, acreditamos que esta terapia pode ajudar a interromper o vírus precocemente – antes que ele tenha a chance de se replicar amplamente”, disse o diretor científico da Pfizer, Mikael Dolsten, em um comunicado da farmacêutica.

A Pfizer Inc. também está estudando seu potencial de tratamento em pessoas que já estão infectadas com o vírus. Ele foi projetado para ser prescrito ao primeiro sinal de infecção, sem exigir que os pacientes sejam hospitalizados. A farmacêutica espera ver os resultados desses estudos até o final do ano.

A pílula tem como objetivo bloquear uma enzima chave de que o vírus precisa para se replicar.

Fechar


Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.