Petição pedindo que o governo do Reino Unido não suspenda o Parlamento para ser debatido na segunda-feira


Uma petição online pedindo que o governo do Reino Unido não suspenda o Parlamento será debatida na segunda-feira.

A petição eletrônica tem mais de 1,7 milhão de assinaturas e será apresentada ao comitê de petições.

Uma petição em separado, pró-prorrogação, também será debatida pelo comitê.

O segundo apelo, que pede que "o primeiro-ministro aconselhe Sua Majestade a Rainha a prorrogar o parlamento" para "impedir qualquer tentativa dos parlamentares de impedir o Brexit", possui mais de 100.000 assinaturas.

O apelo pró-prorrogação foi lançado em fevereiro e, em 18 de março, o governo respondeu e disse: “O governo não tem planos de prorrogar o parlamento e continua comprometido em fornecer uma saída ordenada da UE, de acordo com sua promessa de cumprir a promessa. resultado do referendo. ”

A petição contra a suspensão do parlamento ganhou 100.000 assinaturas em apenas algumas horas. As assinaturas continuaram a subir, apesar de a rainha ter aprovado uma ordem na semana passada para suspender o parlamento antes de 9 de setembro e até 12 de setembro, até 14 de outubro.

<img src = "https://www.breakingnews.ie/remote/image.assets.pressassociation.io/v2/image/production/e51784fdff340ba37838b25f252ac92fY29udGVudHNlYXJjaCwxNTY3NzA3MDE9/40.4489934=5
Manifestantes de outra Europa são possíveis fora das Casas do Parlamento (PA)
"/>
Manifestantes de outra Europa são possíveis fora das Casas do Parlamento (PA)

Milhares juntaram-se a protestos em todo o Reino Unido poucas horas após o anúncio da mudança.

Críticos, incluindo o presidente do Commons, John Bercow, chamaram a decisão de "indignação constitucional", destinada a impedir os parlamentares de intervir enquanto o Reino Unido caminha para um Brexit sem acordo em 31 de outubro.

Mas os protestos foram descartados como "falsos" pelo líder do Commons, Jacob Rees-Mogg.

– Associação de Imprensa



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.