Pesquisa do Paquistão diz que 55% dos paquistaneses estão felizes com o controle do Taleban no Afeganistão | Noticias do mundo


Cerca de 58% dos homens pesquisados ​​têm opiniões a favor do Taleban, enquanto entre as mulheres, a taxa foi de 36%, revelou a pesquisa.

Cerca de 55 por cento dos paquistaneses têm uma opinião favorável sobre o regime do Taleban no Afeganistão, revelou uma pesquisa conduzida pela Gallup Paquistão, relatou o Geo News. A pesquisa foi realizada entre 2.400 pessoas que foram questionadas: ‘Você está feliz com a formação do governo do Taleban no Afeganistão?’ Os resultados afirmam que 55 por cento disseram que estão felizes, enquanto 25 por cento disseram que estão infelizes e outros 20 por cento não tiveram resposta.

De acordo com o relatório do Geo News, Khyber Pakhtunkhwa tem o maior apoio ao governo do Taleban, já que 65% dos entrevistados disseram estar felizes. Cerca de 55% dos entrevistados do Baluchistão, 54% do Punjab e Sindh expressaram felicidade com a formação do governo talibã no Afeganistão.

o Talibã tomou o poder no Afeganistão em 15 de agosto quando a ofensiva em curso no país terminou em Cabul e Ashraf Ghani, o ex-presidente, fugiu do país. Embora a província de Panjshir no Afeganistão ainda não tenha sido completamente capturada pelo Taleban, eles anunciaram seu governo no Afeganistão e também criaram um gabinete provisório.

A pesquisa no Paquistão foi realizada entre 13 de agosto e 5 de setembro, o que indica que a pesquisa começou antes da queda de Cabul, quando a maioria das outras províncias estavam sob captura do Taleban.

A pesquisa também oferece um pico interessante sobre o perfil de idade e gênero dos entrevistados. Dos que apoiavam o governo do Taleban, 68% têm mais de 50 anos. Cerca de 58% dos homens entrevistados opinam a favor do Taleban, enquanto entre as mulheres a taxa é de 36%.

Após a queda de Cabul, começaram a surgir notícias de que o Paquistão comemorava o golpe. Vários grupos islâmicos distribuíram doces e os paquistaneses descrevem a tomada do Taleban como o fracasso monumental das forças americanas.

O primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, reiterou seu apoio a um governo do Afeganistão com a presença do Taleban e governando um Afeganistão livre de forças estrangeiras.

Ashraf Ghani, ex-vice-presidente do Afeganistão Amrullah Saleh, alegou apoio do Paquistão ao Talibã, que o governo do Paquistão refutou veementemente, embora o chefe do ISI, Faiz Hameed, tenha visitado Cabul dias antes de o Talibã anunciar seu gabinete interino.

Fechar


Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.