O teste de impressão digital pode dizer se alguém usou heroína, mesmo depois de lavar as mãos

Tecnologia avançada que pode dizer se uma pessoa usou heroína, mesmo que lave as mãos, poderia ajudar a polícia a identificar usuários e traficantes de drogas.

Um teste forense desenvolvido por cientistas no Reino Unido é capaz de distinguir entre aqueles que tomaram o medicamento de Classe A ou, sem querer, entraram em contato com ele apertando as mãos de alguém que o manipulou.

Pesquisadores da Universidade de Surrey foram capazes de construir a ferramenta usando amostras de impressões digitais de 10 pacientes que procuravam tratamento em uma clínica de reabilitação de drogas que usavam heroína ou cocaína nas 24 horas anteriores.

Foi solicitado aos participantes que lavassem bem as mãos com água e sabão antes de vestir luvas descartáveis ​​por dez minutos para suar as mãos e fornecer outra amostra de impressão digital.

Nossos resultados mostraram que essa tecnologia não invasiva e inovadora é sensível o suficiente para identificar medicamentos classe A em vários cenários – mesmo após as pessoas terem lavado as mãos usando métodos variados

O mesmo processo foi realizado com 50 voluntários que se declararam não usuários de drogas, permitindo que os cientistas diferenciassem as substâncias de cada grupo.

"Nossa equipe da Universidade de Surrey acredita que a tecnologia que estamos desenvolvendo tornará nossas comunidades mais seguras e reduzirá o caminho para aqueles que precisam de ajuda para vencer seus vícios", disse Melanie Bailey, co-autora do artigo publicado na The Jornal de Toxicologia Analítica.

"Também acreditamos que a tecnologia tem escopo em outras áreas, como confirmar se um paciente está tomando seus medicamentos".

A pesquisadora Catia Costa acrescentou: “Nossos resultados mostraram que essa tecnologia não invasiva e inovadora é sensível o suficiente para identificar medicamentos classe A em vários cenários – mesmo após as pessoas terem lavado as mãos usando métodos variados.

"Crucialmente, nosso estudo mostra que o processo de lavar as mãos é importante ao tentar avaliar se alguém usou um medicamento de Classe A."

A equipe já havia aplicado tecnologia semelhante para descobrir sinais de uso de cocaína.

Em agosto, a Agência Nacional de Crimes realizou a maior apreensão de heroína já realizada em Felixstowe, quase 1,3 toneladas com um valor de rua de mais de 120 milhões de libras.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *