O número de mortos em ataques a vilas do Níger sobe para 137


Os atacantes armados mataram 137 pessoas em ataques coordenados a vilas no sudoeste do Níger no domingo, disse o governo, tornando este um dos dias mais mortais na memória recente em um país devastado pela violência islâmica.

Os agressores não identificados atacaram à tarde, invadindo três vilas e outras aldeias na região de Tahoua, na fronteira com Mali, disse o governo na segunda-feira, revisando o número de vítimas de uma estimativa anterior de cerca de 60 mortos pelas autoridades locais.

“Ao visar sistematicamente os civis, esses bandidos armados estão alcançando um novo nível de horror e selvageria”, disse o jornal em um comunicado, anunciando três dias de luto nacional.

Não disse quem as autoridades acreditam estar por trás dos ataques. Uma fonte de segurança anteriormente culpou o Estado Islâmico, cuja afiliada local é ativa na zona.

A violência é parte de uma crise de segurança mais ampla na região do Sahel na África Ocidental, que também é alimentada por militantes ligados à Al Qaeda, ao Estado Islâmico e às milícias étnicas.

Os ataques de domingo podem ter sido uma vingança pelas recentes detenções de pessoas suspeitas de pertencerem a grupos armados na área, disse um relatório do agrupamento de organizações humanitárias liderado pela Agência das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

Assaltantes não identificados mataram pelo menos 58 aldeões na região próxima de Tillabery na segunda-feira passada. – Reuters



Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *