O caos como colegiais nigerianas libertadas reunidas com suas famílias

Centenas de meninas nigerianas sequestradas em um colégio interno na semana passada foram devolvidas às suas famílias em meio ao caos, quando as forças de segurança abriram fogo contra uma reunião do lado de fora da escola onde as reuniões foram realizadas.

Uma pessoa morreu e duas pessoas ficaram feridas na confusão, de acordo com relatos da mídia local.

As forças abriram fogo depois que pedras foram atiradas contra funcionários do governo, aparentemente em frustração com o procedimento prolongado, disseram os relatórios.

Pais ansiosos e zangados que se reuniram com as meninas depois de seis dias de espera agarraram suas filhas e foram embora depois que os tiros começaram. Muitos estavam preocupados em viajar nas estradas perigosas da área à noite.

Alunos libertados durante reunião com os pais em Jangabe (domingo, Alamba / AP)

As meninas, com 10 anos ou mais, foram sequestradas na Escola Secundária para Meninas do Governo em Jangebe, no estado de Zamfara, no noroeste da Nigéria, e foram soltas na terça-feira após negociações.

O governador de Zamfara, Bello Matawalle, disse que 279 meninas foram libertadas.

Após a sua libertação, as meninas foram levadas aos escritórios provinciais do governo, Government House, em Gusau para apresentação, antes de serem examinadas clinicamente e reunidas com suas famílias.

Após os sequestros, o governo do estado de Zamfara anunciou um toque de recolher, que continua em vigor.

As autoridades disseram que “bandidos” estavam por trás do sequestro, referindo-se a grupos de homens armados que operam no estado de Zamfara e sequestram por dinheiro ou para pressionar pela libertação de seus membros da prisão.

Pais se reencontram com suas filhas em Jangabe (Domingo Alamba / AP)

No momento do ataque, um residente disse à Associated Press que os homens armados também atacaram um acampamento militar próximo e um posto de controle, impedindo os soldados de responder aos sequestros da escola.

A Nigéria viu vários desses ataques e sequestros nos últimos anos, o mais notório em 2014, quando 276 meninas foram sequestradas pelos rebeldes jihadistas de Boko Haram da escola secundária em Chibok, no estado de Borno. Mais de 100 dessas meninas ainda estão desaparecidas.

O ataque da semana passada ocorreu menos de duas semanas depois que atiradores sequestraram dezenas de pessoas, incluindo 24 estudantes, do Government Science College Kagara, no estado de Níger. Os alunos, professores e familiares sequestrados de Kagara foram libertados na semana passada.

Em dezembro, 344 alunos foram sequestrados da Escola Secundária de Ciências do Governo Kankara, no estado de Katsina. Eles foram finalmente libertados.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *