O cadáver de John McAfee ainda no necrotério espanhol um ano após sua morte


O corpo do empresário de software John McAfee permanece em um necrotério espanhol um ano após sua morte, pois um caso legal apresentado por sua família para exigir mais verificações ainda não foi resolvido, disseram autoridades e seu advogado.

McAfee, que lançou o primeiro software antivírus comercial do mundo em 1987, foi encontrado morto, aos 75 anos, em 23 de junho do ano passado em sua cela de prisão, poucas horas depois que o tribunal superior da Espanha autorizou sua extradição para os Estados Unidos por evasão fiscal.

O magnata britânico-americano estava preso na prisão Brians 2, na área de Barcelona, ​​por oito meses após sua prisão após anos fugindo das autoridades americanas.

Autópsia

A autópsia determinou que ele morreu por suicídio. Pouco depois de sua morte, a viúva de McAfee disse que ele não era suicida e que buscaria “respostas”.

A família de McAfee considerou a autópsia incompleta e pediu mais verificações, que foram negadas por um juiz local, disse o advogado do falecido empresário Javier Villalba na quarta-feira. A família recorreu dessa decisão.

Um juiz então decidiu que o corpo de McAfee não poderia ser entregue à família até que o recurso fosse resolvido, disse o advogado.

O sistema judicial da Catalunha não respondeu a um pedido de comentário.

O cadáver permanece no mesmo necrotério de Barcelona onde a autópsia foi realizada, disse um porta-voz do departamento de justiça do governo regional, acrescentando que era incomum que corpos identificados recuperados por suas famílias fossem armazenados por tanto tempo. – Reuters



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.