Novo elevador e caminhos para abrir a Acrópole a visitantes com deficiência

A Acrópole em Atenas estará agora totalmente acessível a visitantes com deficiência, depois de as suas novas instalações terem sido inauguradas pelo primeiro-ministro grego.

Kyriakos Mitsotakis visitou a antiga cidadela na quinta-feira, que também foi o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

O sítio do Patrimônio Mundial está atualmente fechado devido a restrições de pandemia, mas deve reabrir quando o país sair do bloqueio em 14 de dezembro.

Um homem está dentro do novo elevador no sítio arqueológico da Acrópole em Atenas (Louisa Gouliamaki / AP)

As novas disposições para deficientes físicos incluem: um elevador para cadeiras de rodas construído na face norte da colina e um novo caminho de pedra artificial que leva ao cume dos templos em ruínas do século V aC.

Mitsotakis disse que o projecto, que foi financiado pela Fundação Onassis privada, irá “tornar a Acrópole acessível a todos… sem as dificuldades associadas ao percurso clássico até ao Monte da Acrópole”.

Alguns na Grécia criticaram a nova rede de 500 m de vias de 4 m de largura, dizendo que fazia uso excessivo de concreto.

Mas o Ministério da Cultura do país disse que o caminho anterior (que o novo está substituindo) era da década de 1960 e estava em tão péssimo estado que colocava os visitantes em risco.

“Este é um projeto para o mundo inteiro e, em circunstâncias normais, deveria nos unir a todos”, disse Mitsotakis.

Habitada pela primeira vez há cerca de 6.000 anos, a colina da Acrópole foi fortificada desde os tempos micênicos e no século V aC foi amplamente reconstruída com templos de mármore, incluindo o Partenon e o Erecteion, e os monumentais portões de Propylaea.

Até o início do século 19 serviu de fortaleza.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *