Manifestantes tomam as ruas dos EUA em apoio aos palestinos

Manifestantes pró-palestinos estiveram nas ruas de Los Angeles, Nova York, Boston, Filadélfia, Atlanta e outras cidades dos EUA para exigir o fim dos ataques aéreos israelenses sobre a Faixa de Gaza.

Milhares de pessoas interromperam o trânsito em uma importante via pública no oeste de Los Angeles enquanto marchavam três quilômetros de fora do prédio federal até o consulado israelense. Os manifestantes agitavam cartazes que diziam “Palestina Livre” e gritavam “Viva a intifada”, ou levante.

Um protesto que começou na área de Bay Ridge em Brooklyn, Nova York, que tem uma grande comunidade de língua árabe, continuou pelas ruas por várias horas na tarde de sábado.

Manifestantes que apóiam a Palestina bloqueiam o tráfego na Interestadual 278 em Nova York (Kevin Hagen / AP)

Alguns manifestantes escalaram os postes das luzes da rua para agitar bandeiras, enquanto outros soltaram fogos de artifício. Quando o sol se pôs, alguns manifestantes caminharam para a Interestadual 278, interrompendo o tráfego em pelo menos uma direção.

Bella Hadid, uma conhecida modelo palestino-americana, participou do protesto no Brooklyn.

As marchas coincidiram com o Dia da Nakba, que comemora o deslocamento de centenas de milhares de palestinos em 1948 em meio à declaração de independência de Israel.

Protestos ocorreram em Nova York, Los Angeles e Washington (Kevin Hagen / AP)

Em Atlanta, centenas de manifestantes pró-palestinos, incluindo avós, adolescentes, mães e pais com crianças a reboque, se reuniram para agitar cartazes e entoar slogans.

Uma placa dizia “Não podemos respirar desde 1948” – uma referência à injustiça racial e aos protestos contra a brutalidade policial nos Estados Unidos durante o ano passado, após a morte de George Floyd sob custódia policial.

Em San Francisco, uma multidão barulhenta tocou tambores e gritou “A Palestina será livre” enquanto marchavam pelo distrito de Mission até o Parque Dolores.

Uma cena semelhante aconteceu em Boston quando os manifestantes caminharam uma curta distância da Copley Square até o consulado israelense na Nova Inglaterra, bloqueando o tráfego.

Os manifestantes estavam armados com cartazes e bandeiras palestinas (Ringo HW Chiu / AP)

Os manifestantes desfraldaram uma faixa com as cores da bandeira palestina com as palavras “Palestina Livre” enquanto se posicionavam no telhado do prédio onde está localizado o consulado.

Em Washington, milhares de manifestantes fluíram do Monumento de Washington para os Arquivos Nacionais, enquanto na Filadélfia, os manifestantes encheram a Rittenhouse Square para condenar o apoio dos EUA a Israel.

Em um protesto em Pittsburgh, um orador pediu aos políticos que colocassem restrições sobre como Israel pode gastar a ajuda dos Estados Unidos.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *