Influência de ácidos graxos poliinsaturados na inflamação urológica


Propósito: Estudos demonstram que ácidos graxos poliinsaturados, óleos de peixe e ácido alfa-linoléico são agentes antiinflamatórios benéficos, que suprimem mediadores inflamatórios e sua atividade.

Métodos: Esta revisão enfoca os efeitos dos ácidos graxos ômega-3 (O-3FAs) em três órgãos urológicos primários (bexiga, rim e próstata) e condições associadas, como urolitíase, transplante renal, cistite intersticial / síndrome da dor na bexiga, câncer de bexiga, câncer de próstata (CaP) e prostatite crônica / síndrome da dor pélvica crônica.

Resultados: Surgiram os seguintes temas: a influência potencial do O-3FA na supressão da inflamação urológica; o papel de suporte de O-3FA em intervenções terapêuticas; mecanismos pró-inflamatórios de ácidos graxos ômega-6 (O-6FAs) associados à progressão da doença; e a importância da proporção ótima de O-6FAs / O-3FAs.

Conclusões: A necessidade de mais pesquisas sobre o papel dos PUFAs na supressão da inflamação urológica precipitada.

Palavras-chave: Bexiga; Inflamação; Rim; Ácidos graxos ômega; Ácidos graxos poliinsaturados; Próstata.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.