[Efficiency of melatonin in the treatment of insomnia]


O objetivo desta pesquisa consiste em estudar se a melatonina (MLT) pode ser considerada uma alternativa para o tratamento da insônia.

Métodos: Um período de 33 anos (1966-1998) de busca computadorizada usando o banco de dados Medline foi realizado. Melatonina, glândula pineal e insônia foram utilizadas como palavras-chave.

Resultados: 93 artigos foram levantados; 85 foram excluídos por serem revisões (44) ou não estarem diretamente relacionados ao tema da pesquisa (41). 111 pacientes com insônia foram tratados com MLT em 8 artigos. 60% dos pacientes relataram melhora na qualidade do sono. As medidas objetivas do sono também melhoraram; houve diminuição do tempo de latência do sono e do número de despertares (62% e 50% dos pacientes, respectivamente) após o tratamento com MLT.

Conclusões: A melatonina pode ter um futuro promissor para o tratamento da insônia. A falta de critérios padronizados para o diagnóstico de distúrbios do sono e a falta de entrevistas psiquiátricas estruturadas para descartar patologia psiquiátrica são obstáculos claros para generalizar esses resultados.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.