Donald Trump levanta a questão do clima; diz Índia, China, Rússia não limpa

Em seu primeiro discurso público desde que deixou a Casa Branca, o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump levantou a questão climática enquanto criticava seu sucessor Joe Biden por voltar ao “muito injusto” Acordo de Paris, dizendo que bem faz quando a América é “limpa”, mas China, Rússia e Índia não.

Falando no Comitê de Ação Política Conservadora em Orlando, Flórida, no domingo, o líder de 74 anos, que deixou a Casa Branca em 20 de janeiro, criticou duramente o governo Biden por colocar os “Estados Unidos de volta no injusto e muito caro, o Acordo Climático de Paris, sem negociar um acordo melhor ”.

“Em primeiro lugar, a China não entra em ação por 10 anos, a Rússia segue um padrão antigo que não era um padrão limpo … mas fomos atingidos desde o início quando nos custou centenas de milhares e milhões de empregos, foi um desastre … mas eles voltam.

“Temos o ar e a água mais limpos … e que adianta quando estamos limpos, mas a China não é, a Rússia não é e a Índia não, então eles estão despejando fumaça … você sabe que o mundo é pequeno pedaço do universo e estamos tentando proteger tudo ”, disse Trump em meio a aplausos de seus apoiadores.

Em 19 de fevereiro, os Estados Unidos retornaram oficialmente ao histórico acordo climático de Paris, 107 dias depois de sua saída a mando do ex-presidente Trump.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, classificou essa decisão como uma “grande decepção para os esforços globais para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e promover a segurança global”.

Também no passado, Trump criticou a China, Índia e Rússia pela poluição.

Em outubro do ano passado, ele acusou a China, Índia e Rússia de não cuidar de seu “ar sujo” ao justificar a retirada dos Estados Unidos do marco do acordo climático de Paris.

“Veja a China, como ela é imunda. Veja a Rússia. Veja a Índia. O ar está sujo “, disse Trump durante o debate presidencial final com seu adversário democrata Joe Biden em Nashville, Tennessee.

Dias antes, enquanto falava com seus torcedores em um comício eleitoral na Carolina do Norte, ele culpou países como China, Rússia e Índia por aumentarem a poluição do ar global e afirmou que seu país tem os melhores números ambientais.

A China é o maior emissor de carbono do mundo, seguida pelos EUA, Índia e UE.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *