Deslizamento de terra deixa pelo menos uma dúzia de desaparecidos em ilha italiana


Chuvas fortes provocaram deslizamentos de terra na ilha de Ischia, no sul da Itália, destruindo prédios e deixando até 12 pessoas desaparecidas.

O ministro do Interior da Itália disse que nenhuma morte foi confirmada ainda, parecendo contradizer um anúncio feito por outro político sênior.

“No momento não há mortes confirmadas”, disse o ministro do Interior, Matteo Piantedosi, falando do centro de coordenação de emergência dos bombeiros.

O vice-primeiro-ministro italiano, Matteo Salvini, que também é ministro da infraestrutura, disse anteriormente que oito mortes foram confirmadas, falando a repórteres na abertura de uma extensão do metrô em Milão.

Equipes de resgate removem lama de rua após fortes chuvas provocarem deslizamentos de terra que derrubaram prédios e deixaram até 12 pessoas desaparecidas, em Casamicciola, na ilha de Ischia, no sul da Itália (Salvatore Laporta/AP)

A prefeitura da região de Nápoles, que inclui Ischia, disse que pelo menos 12 pessoas estão desaparecidas.

O prefeito de Nápoles, segundo a agência de notícias ANSA, disse que um corpo foi recuperado na ilha.

Um vídeo da ilha mostra caminhos que os deslizamentos de terra cortaram nas encostas, deixando para trás vestígios de lama. As ruas estavam intransitáveis ​​e os prefeitos da ilha pediram que as pessoas ficassem em casa. Pelo menos 100 pessoas ficaram presas.

A agência de notícias ANSA informou que pelo menos 10 prédios desabaram.

Uma família com um recém-nascido que havia sido dado como desaparecido havia sido localizada e estava recebendo atendimento médico, segundo o prefeito de Nápoles, Claudio Palomba.

Os bombeiros estavam trabalhando nos esforços de resgate. Reforços estavam sendo enviados da vizinha Nápoles, mas encontravam dificuldades para chegar à ilha de lancha ou helicóptero devido ao clima.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *