Complicações na gravidez: inversão uterina | Healthline


O tratamento deve começar assim que a inversão uterina for reconhecida. O médico pode ser capaz de empurrar a parte superior do útero de volta para a pelve através do colo do útero. Se a placenta não se separou, o útero geralmente é reposicionado primeiro.

Anestesia geral, como gás halotano (Fluothane), ou medicamentos como sulfato de magnésio, nitroglicerina ou terbutalina podem ser necessários.

Uma vez que o útero é reposicionado, ocitocina (Pitocin) e metilergonovina (Methergine) são administradas para ajudar o útero a se contrair e impedir que ele se inverta novamente. Um médico ou enfermeiro massageará o útero até que ele se contraia totalmente e o sangramento pare.

A mãe receberá fluidos intravenosos e uma transfusão de sangue, se necessário. Ela também receberá antibióticos para prevenir a infecção. Se a placenta ainda não for entregue, o médico poderá ter que removê-la manualmente.

Existe também uma técnica mais nova para corrigir uma inversão uterina usando um dispositivo de balão e pressão da água. Um balão é colocado dentro da cavidade uterina e preenchido com uma solução salina para empurrar o útero de volta à posição.

O procedimento é simples e conseguiu reposicionar o útero. Também é eficaz para parar a perda de sangue e impedir que o útero se inverta novamente.

Se o médico não conseguir reposicionar o útero manualmente, pode ser necessária uma operação. A mãe receberá anestesia e seu abdômen será aberto cirurgicamente. O útero será então reposicionado e o abdômen fechado.

Se uma faixa apertada de tecido contraído no útero impedir que ele seja reposicionado, uma incisão pode ser feita ao longo da parte traseira do útero. O útero pode então ser substituído e a incisão reparada.

Se a cirurgia for necessária, futuras gestações exigirão parto cesáreo. Se a placenta não puder ser separada do útero, pode ser necessária uma histerectomia.



Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *