Como a China planeja cortar sua ‘dependência’ da Apple e da Microsoft


Como a China planeja cortar sua 'dependência' da Apple e da Microsoft
O mercado de sistemas operacionais para laptops/PCs está claramente dividido em duas categorias: Microsoft Windows e Maçãde Mac OS. Claro, existe o Linux, mas não é realmente mainstream. Você pode estar em qualquer lugar do mundo e é provável que a maioria das pessoas esteja usando um desses dois sistemas operacionais. E China não é diferente nesse sentido.

Um relatório do South Morning China Post sugere que a participação do macOS da Apple está subindo e agora está em 15% na China. Microsoft O Windows – como na maioria dos países – domina o mercado com cerca de 85% de participação. Agora, isso supostamente não caiu muito bem com o governo chinês. A China quer cortar a dependência da tecnologia dos EUA e claramente isso não está acontecendo olhando para a crescente participação da Apple e o domínio da Microsoft.

A resposta da China para macOS e Windows?


A reportagem menciona que a China intensificou seus esforços para substituir o macOS e o Windows por seu próprio sistema operacional – Kylin. Não é um novo sistema operacional, pois o Kylin foi introduzido em 2011 pela Universidade Nacional de Tecnologia de Defesa. No entanto, não se tornou popular, mas é amplamente utilizado pelos computadores militares e governamentais da China.

Agora, de acordo com o relatório, a China está trabalhando em uma versão de código aberto do Kylin. A ideia por trás é substituir o Microsoft Windows e o macOS. A Kylinsoft, que é uma subsidiária da estatal China Electronics Corp, é a empresa por trás da ideia de criar uma versão de código aberto do Kylin. O relatório também revela que a Kylinsoft juntou-se a cerca de uma dúzia de empresas chinesas para expandir seus esforços. Ao torná-lo de código aberto, a China agora permitirá que programadores e desenvolvedores compartilhem códigos para o sistema operacional Kylin.

Resta saber em quanto tempo – e quão bem-sucedido – a China está em tornar o Kylin OS mainstream. Por enquanto, é o Windows que reina supremo na China e a Apple também está fazendo incursões no mercado.

FacebookTwitterLinkedin




Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.