Chefe da usina nuclear ucraniana ‘sequestrado por forças russas’


O fornecedor de energia nuclear da Ucrânia acusou a Rússia de “sequestrar” o chefe da maior usina nuclear da Europa, uma instalação agora ocupada por tropas russas.

As forças russas capturaram Ihor Murashov, diretor-geral da usina nuclear de Zaporizhzhia, por volta das 16h de sexta-feira, disse a empresa nuclear estatal ucraniana Energoatom.

A Energoatom disse que tropas russas pararam o carro de Murashov, vendaram-no e depois o levaram para um local não revelado.

“Sua detenção pela (Rússia) coloca em risco a segurança da Ucrânia e da maior usina nuclear da Europa”, disse o presidente da Energoatom, Petro Kotin.

Kotin exigiu que a Rússia liberte imediatamente Murashov.

A Rússia não reconheceu imediatamente a apreensão do diretor da fábrica.

A fábrica de Zaporizhzhia foi repetidamente apanhada no fogo cruzado da guerra na Ucrânia.

Técnicos ucranianos continuaram a executá-lo depois que as tropas russas tomaram a usina. O último reator da usina foi desligado em setembro em meio a bombardeios em andamento perto da instalação.

A Agência Internacional de Energia Atômica, que tem funcionários na usina, não reconheceu imediatamente a alegação da Energoatom sobre a captura de Murashov pelos russos.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.