‘Cada passo do caminho’: McConnell promete batalha sobre o plano de infraestrutura de Biden


Em uma entrevista coletiva em Owensboro, Kentucky, McConnell disse que a proposta de Biden ressalta profundas diferenças filosóficas entre republicanos e democratas sobre os impostos e a dívida nacional.

Reuters | Washington

PUBLICADO EM 01 DE ABRIL DE 2021 23:40 IST

O líder da minoria no Senado dos EUA, Mitch McConnell, disse na quinta-feira que lutará contra o plano de infraestrutura de US $ 2 trilhões do presidente Joe Biden “a cada passo do caminho” e previu que o pacote abrangente não teria o apoio dos legisladores republicanos no Congresso.

Em uma entrevista coletiva em Owensboro, Kentucky, McConnell disse que a proposta de Biden ressalta profundas diferenças filosóficas entre republicanos e democratas sobre os impostos e a dívida nacional. Ele disse a repórteres que não acredita que a Casa Branca tenha um mandato público para prosseguir com o plano.

“Vou lutar contra eles a cada passo do caminho, porque acho que essa é a receita errada para a América”, disse ele.

O plano de infraestrutura de Biden, revelado na quarta-feira, traça um curso para uma mudança dramática na direção da economia dos EUA e inclui investimentos em projetos tradicionais como estradas e pontes, juntamente com iniciativas de mudança climática e serviços humanos, como atendimento aos idosos.

“Há mais dinheiro naquele plano que o presidente traçou em Pittsburgh para carros elétricos do que para estradas e pontes. Deixe-me repetir: mais dinheiro para carros elétricos do que estradas e pontes”, disse McConnell.

Biden propôs financiar o pacote aumentando a alíquota tributária sobre as corporações americanas de 21% para 28% e tornando mais difícil para as empresas usarem paraísos fiscais offshore e outros métodos para reduzir sua carga tributária.

McConnell alertou que “aumentos massivos de impostos” prejudicariam a economia e disse que o nível de gastos do pacote pode aumentar a dívida. A Casa Branca diz que a proposta de infraestrutura mais do que se pagaria.

“Minha opinião sobre a infraestrutura é que devemos construir o que podemos pagar e não prejudicar a economia com grandes aumentos de impostos ou aumentar a dívida nacional”, disse ele.

Perto


Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.