Biden visitará a Flórida quando ‘condições permitirem’ após tempestade


O presidente Joe Biden disse que “todo o nosso país dói” junto com o povo da Flórida depois que o furacão Ian inundou comunidades em todo o estado, cortando a energia elétrica e forçando as pessoas a se abrigarem.

Biden disse que visitará a Flórida e se reunirá com o governador republicano Ron DeSantis quando “as condições permitirem”.

O presidente disse que também visitará Porto Rico, um território dos EUA que foi atingido pelo furacão Fiona.

“Sabemos que muitas famílias estão sofrendo”, disse Biden na sede em Washington da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências, onde foi informado sobre os esforços federais de resposta.

“Nosso país inteiro sofre com eles”,

Ele instou os afetados por Ian a levarem a sério os avisos das autoridades locais para ficarem seguros e permanecerem dentro de casa.

“Não saia a menos que seja necessário”, disse Biden. “O perigo é real, para dizer o óbvio. Por favor, obedeça a todos os avisos e orientações das autoridades de emergência.”

A destruição começou a entrar em foco um dia depois que Ian atingiu a Flórida como um dos furacões mais fortes que já atingiu os Estados Unidos.

A tempestade inundou casas em ambas as costas do estado, cortou a única ponte para uma ilha barreira, destruiu um cais histórico à beira-mar e derrubou a eletricidade de 2,67 milhões de casas e empresas na Flórida. Pelo menos um homem foi confirmado morto.

O Sr. Biden e o Sr. DeSantis falaram novamente na quinta-feira de manhã.

O presidente disse que também conversou com vários prefeitos da Flórida na quinta-feira e transmitiu a mesma mensagem que compartilhou com o governador sobre o compromisso do governo federal em ajudar na limpeza e na reconstrução: “Estamos aqui”.

“Faremos tudo o que pudermos para fornecer tudo o que eles precisam”, disse Biden, acrescentando que sua instrução para eles era ligar diretamente para a Casa Branca com suas necessidades.

“Eles sabem fazer isso.”

Biden também falou com o povo de Porto Rico, que está limpando e tentando reconstruir depois que o furacão Fiona devastou o território insular dos EUA antes de Ian atingir a Flórida na quarta-feira.

“Estou comprometido com você e com a recuperação da ilha”, disse ele. “Nós não fomos embora.”



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.