Biden pressiona Putin sobre o respeito aos direitos humanos durante reunião em Genebra


Durante um discurso em homenagem ao Memorial Day, o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que os Estados Unidos não ficarão parados e permitirão que Putin abuse dos direitos humanos.

Reuters |

PUBLICADO EM 30 DE MAIO DE 2021 21h06 IST

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse no domingo que pressionará o presidente russo, Vladimir Putin, a respeitar os direitos humanos quando os dois líderes se reunirem em junho.

Durante um discurso em homenagem ao feriado do Memorial Day dos EUA, Biden disse: “Vou me encontrar com o presidente Putin em algumas semanas em Genebra, deixando claro que não faremos, não ficaremos parados e permitiremos que ele abuse desses direitos”.

A Casa Branca disse na sexta-feira que estava planejando avançar com a cúpula entre os dois líderes depois que a Microsoft sinalizou um ataque cibernético contra agências governamentais dos EUA pelo Nobelium, o grupo por trás do hack SolarWind do ano passado originado na Rússia.

O Kremlin disse não ter informações sobre o último ataque.

Ao anunciar a reunião de 16 de junho, a Casa Branca disse que os dois líderes discutirão uma série de questões com o objetivo de restaurar a “previsibilidade e estabilidade” na relação Washington-Moscou.

Ele surge em meio a relações tensas devido à interferência eleitoral dos EUA que Moscou nega, ataques cibernéticos e Ucrânia.

Perto


Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.