Autoridades dos EUA acreditam que o ex-agente do FBI Robert Levinson morreu no Irã, diz família

A família do agente aposentado do FBI Robert Levinson diz que funcionários do governo dos EUA concluíram que ele morreu enquanto estava sob custódia do Irã.

A família disse em comunicado divulgado no Twitter que não tinha informações sobre como ou quando Levinson morreu, mas que ocorreu antes do recente surto de coronavírus.

“É impossível descrever nossa dor”, afirmou o comunicado da família.

“Nossa família passará o resto de nossas vidas sem o homem mais incrível, uma nova realidade que é inconcebível para nós”.

Levinson desapareceu na ilha Kish do Irã em 2007, enquanto estava em uma missão não autorizada da CIA.

O anúncio de sua morte ocorre apenas algumas semanas depois que um juiz federal em Washington responsabilizou o Irã por seu desaparecimento.




Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *