AstraZeneca iniciará o fornecimento da vacina potencial Covid-19 em setembro

A AstraZeneca disse que tem capacidade para fabricar um bilhão de doses da potencial vacina Covid-19 da Universidade de Oxford e começará a fornecer em setembro.

A empresa farmacêutica disse que garantiu os primeiros acordos para pelo menos 400 milhões de doses da vacina.

Ele afirmou que pretende concluir novos acordos para expandir a capacidade nos próximos meses para “garantir a entrega de uma vacina acessível globalmente”.

Na segunda-feira, o secretário de Saúde Matt Hancock disse que, se o candidato a vacina Covid-19 da Universidade de Oxford for bem-sucedido, até 30 milhões de doses para o Reino Unido poderão estar disponíveis até setembro.

A AstraZeneca disse que agora finalizou seu contrato de licença com a Universidade de Oxford para a “vacina recombinante contra adenovírus”, que agora será conhecida como AZD1222.

Pascal Soriot, executivo-chefe da AstraZeneca, disse: “Essa pandemia é uma tragédia global e é um desafio para toda a humanidade.

“Precisamos derrotar o vírus juntos ou ele continuará infligindo enorme sofrimento pessoal e deixando cicatrizes econômicas e sociais duradouras em todos os países do mundo.

“Estamos muito orgulhosos de colaborar com a Universidade de Oxford para transformar seu trabalho inovador em um medicamento que pode ser produzido em escala global.

“Gostaríamos de agradecer aos governos dos EUA e do Reino Unido por seu apoio substancial para acelerar o desenvolvimento e a produção da vacina.

“Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para tornar esta vacina rápida e amplamente disponível”.

A empresa informou na quinta-feira que recebeu mais de um bilhão de dólares (820 milhões de dólares) da Autoridade de Pesquisa e Desenvolvimento Biomédico Avançado (Barda) dos EUA para o desenvolvimento, produção e entrega da vacina, a partir do outono.




Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *