Arte de quadrinhos de Tintim bate recorde de leilão com 2,6 milhões de euros

Um desenho de Tintim do artista belga Herge foi vendido em Paris por 2,6 milhões de euros (£ 2,3 milhões), quebrando o recorde de arte de quadrinhos mais cara.

A obra de 1936 em nanquim, guache e aquarela foi destinada a capa de The Blue Lotus, o quinto volume das aventuras de Tintin, o jovem repórter criado por Herge.

A obra apresenta um dragão vermelho em um fundo preto ao lado do rosto do personagem assustado.

(Michel Euler / AP)

Nunca enfeitou as prateleiras das lojas porque era caro demais para ser reproduzido em grande escala, vítima do artesanato do artista.

Em Blue Lotus, Tintin viaja para a China durante a invasão japonesa de 1931 com seu cachorro Snowy, para investigar e expor redes de espionagem japonesas, quadrilhas de tráfico de drogas e outros crimes.

O preço recorde estabelecido na venda de quinta-feira, organizado pela casa de leilões Artcurial, não incluiu as taxas de leilão.

Obra de Herge, cujo nome verdadeiro era Georges Remi, já havia estabelecido o recorde de peças mais caras da arte em quadrinhos com as capas dos quadrinhos de Tintim, que também foram vendidas por 2,6 milhões de euros, incluindo taxas de leilão.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *