Aprovação de Biden cai na quarta semana consecutiva, empatando recorde


O índice de aprovação pública do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, caiu pela quarta semana consecutiva, para 36 por cento, igualando o nível mais baixo visto pela última vez no final de maio, de acordo com uma pesquisa de opinião Reuters/Ipsos concluída nesta quarta-feira.

O índice de aprovação do presidente ficou abaixo de 50% desde agosto, um sinal de alerta de que seu Partido Democrata pode perder o controle de pelo menos uma câmara do Congresso dos Estados Unidos nas eleições de 8 de novembro.

Trinta e quatro por cento dos americanos dizem que a economia é a questão mais importante que os Estados Unidos enfrentam atualmente. Biden tem sido atormentado por altas de 40 anos na inflação, com a invasão da Ucrânia pela Rússia restringindo o fornecimento global de combustível e as cadeias de suprimentos ainda limitadas pela pandemia de Covid-19.

Entre seu próprio partido, o índice de aprovação de Biden permanece praticamente inalterado desde a semana passada – em 73% em comparação com 74% em 15 de junho. Em agosto, 85% dos democratas aprovaram o desempenho de Biden.

Mas entre os republicanos, a classificação de Biden caiu para 7%, em comparação com 11% em 15 de junho. Apenas 18% dos americanos acham que o país está indo na direção certa.

O índice de aprovação de Biden está se aproximando – mas ainda não atingiu – os níveis mais baixos vistos por seu antecessor, Donald Trump, que tinha um índice de aprovação de 33% em dezembro de 2017.

A pesquisa Reuters/Ipsos é realizada online em inglês em todos os Estados Unidos. A pesquisa mais recente reuniu respostas de 1.002 adultos, incluindo 435 democratas e 379 republicanos. Tem um intervalo de credibilidade – uma medida de precisão – de quatro pontos percentuais.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.